Agência 99
19/07/2022 09:45

Gerações digitais preferem as vantagens de aplicativos ao "status"


A Geração Z, de 1990 até 2012; é conhecida por ter nascido "junto" com a internet. Entre suas características, são pessoas altamente conectadas e desapegadas do conceito de "ter", diferentemente das gerações anteriores.
De acordo com pesquisa da Kantar Ibope Media, divulgada em setembro do ano passado, 98% das pessoas da Geração Z acessam a internet mais do que a população em geral. Eles ficam cerca de 6h45 por dia na web enquanto que as outras pessoas têm acesso diário médio de 5h26.
Ainda segundo a pesquisa, o dispositivo mais comum para realizar essa "missão" é o smartphone: 98% acessam a internet por meio dele. Computador ou notebook (37%), Smart TV (25%) e videogame (5%) são as outras plataformas de consumo escolhidas.

Novas tecnologias

É neste contexto que surgem as tecnologias como forma de facilitar a vida dessa geração. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma empresa resolveu fazer um levantamento com seus clientes. Com isso, identificou hábitos interessantes que se contrapõem quando comparados aos Millenials e aos Baby Boomers.
A companhia descobriu, por exemplo, que os Millenials preferem aplicativos de fidelidade, prestam menos atenção aos preços e querem mais facilidade na hora de comprar, sem a necessidade de uma relação "cara a cara" como os Baby Boomers gostam.
É por isso que essa geração utiliza muito mais aplicativos que possam reunir várias funções em uma só, por conta da agilidade. Por este motivo, eles acessam mais, por exemplo, os aplicativos de transporte.
Leonardo Ribeiro possui grande variedade de aplicativos ativos em seu smartphone. Aos 18 anos, ele não pensa em comprar uma casa, nem mesmo um carro. "Posso usar apps de transporte para me locomover quando não é possível usar transporte público ou bicicleta. E sem contar os ganhos para o meio ambiente", afirma.
Pensando em seu futuro, avalia também ferramentas que auxiliam a guardar dinheiro, como é o caso da 99Pay. "Gosto de me informar sobre investimentos. Descobri que não preciso mais, necessariamente, deixar dinheiro só no banco ou investir em produtos tradicionais", diz.
A 99Pay é a carteira digital da 99, empresa de tecnologia voltada à mobilidade urbana e conveniência. Dentro do próprio aplicativo de transporte (na aba 99Pay é possível guardar dinheiro para as corridas, enquanto o saldo na carteira digital passa a valer cada vez mais por meio da lucratividade de até 220% do CDI. Por lá, o usuário consegue, também, recarregar o celular, pagar boletos, transferir dinheiro via Pix, comprar Bitcoin e pedir comida por meio da 99Food. A solução oferece vantagens exclusivas, além de cashback.
Para os usuários com saldo de até R$ 500, a bonificação é de 220% do CDI e, a partir de R$ 500,01, a lucratividade é de 100% do CDI diariamente (inclusive aos fins de semana), livre de impostos ou taxas. Quem possui saldo acima de R$ 500,01 o lucro será de 220% do CDI limitado a R$500,00 e para o montante restante será de 100% da CDI.
Mas o que isso significa? Em valores reais, quem tem R$ 500 na 99Pay - e com a Selic atualmente a 13,25% - ao final de um ano passará a ter R$ 644,65. Já se o dinheiro fosse aplicado na poupança o saldo após um ano seria de R$ 533,11. Se o montante for de R $1.000, após 12 meses, o usuário da carteira digital da 99 terá R$ 1.202,40 contra R$ 1.066,21 se o dinheiro estiver na poupança - ou seja, 13,5% a mais na 99Pay.
"As novas tecnologias estão aí para serem usadas. Seja com nosso dinheiro ou para alugar um carro ou uma casa. Quanto mais fácil e vantajoso for, melhor será tanto para a empresa que oferece o serviço quanto para quem o usa", conclui Ribeiro.
Para ver esta notícia sem o delay contrate um dos produtos Broadcast e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: