Agência Minera Brasil
06/02/2024 11:05

Inovação e Tecnologia é o caminho para a mineração frente aos desafios globais





Evento reúne principais referências nacionais do setor em Goiânia (GO), no dia 20 de fevereiro para debater a importância de pesquisa e inovação para descobrir e viabilizar a exploração sustentável de novos minerais que garantam, de forma eficiente, o desenvolvimento econômico e social.




À medida que o mundo enfrenta desafios críticos, a mineração emerge como um setor chave para soluções sustentáveis. O 1º Encontro de Competências de Tecnologia Mineral e Inovação, organizado pelo SIEEG-DF (Sindicato das Indústrias Extrativistas do Estado de Goiás e do DF), será um marco na jornada do Brasil rumo ao futuro da mineração, reunindo especialistas de todo o país em Goiânia, no dia 20 de fevereiro, na FIEG - Casa da Indústria.


O setor de mineração embarca em uma nova era de inovações e melhorias que terão um impacto global, e o encontro será uma plataforma para discutir os cenários e os caminhos do desenvolvimento tecnológico mineral, fundamental para atender questões mundiais urgentes, como a transição energética, a descoberta e exploração de novos minerais, a segurança alimentar e a verticalização da indústria mineral.

Luiz Antônio Vessani, presidente do SIEEG-DF, destaca: "Entendemos que o setor, crucial para o progresso do país, necessita de maior cooperação entre atores especializados e de um equilíbrio entre recursos minerais, capital e tecnologia. O 1º Encontro é um esforço colaborativo para avançarmos em tecnologia, enfrentando o desafio da deficiência do parque tecnológico nacional. Em Goiás, temos centros de tecnologia de excelência. São capacidades de ponta, mas que, atualmente, estão desarticuladas. A sinergia entre esses centros de Goiás e de outras unidades da Federação tem enorme potencial para aprimorar a exploração mineral brasileira."


Mineração no centro da transição energética

A transição global para fontes de energia mais limpas e sustentáveis está intrinsecamente ligada à mineração. Enquanto a China, atualmente, domina o mercado, detendo cerca de 80% dos insumos essenciais para esta transição, o Brasil emerge como um potencial concorrente de peso, especialmente devido às vastas jazidas de terras raras em estados como Goiás e Minas Gerais.

Para atender à crescente demanda por uma diversidade e quantidade de minerais maiores do que a produção atual fornece, o desenvolvimento de tecnologias inovadoras se faz crucial. Essas inovações são a chave para expandir a capacidade produtiva do Brasil e posicionar o país como um líder significativo no fornecimento de minerais vitais para a nova era energética.


Inovação na exploração de minerais

Enfrentamos a tendência de esgotamento de reservas atuais de minerais, como, por exemplo, a bauxita, mineral chave na produção de alumínio. A busca por um substituto viável e a tecnologia para explorá-lo são urgentes.

O encontro abordará a necessidade de pesquisa e inovação para descobrir e viabilizar a exploração sustentável de novos minerais que garantam, de forma eficiente, a continuidade do desenvolvimento econômico e social.


Mineração e segurança alimentar

A mineração desempenha um papel importante na segurança alimentar global, especialmente na exploração de fertilizantes naturais. O evento destacará a importância da tecnologia na exploração sustentável de recursos como esses para atender a demanda do agronegócio.


Agregando valor à cadeia mineral

A verticalização da produção mineral é outro aspecto chave para agregar valor à cadeia. Tecnologia e inovação são fundamentais para tornar isso uma realidade, permitindo que o Brasil não apenas extraia, mas também processe minerais e desenvolva a indústria nacional para absorver essa matéria-prima, aumentando o valor agregado e a competitividade no mercado global.

Luiz Vessani, presidente do SIEEG-DF, enfatiza a importância da agregação de valor além da mineração. "A produção de terras raras, por exemplo, não termina na extração; esses minerais são cruciais para produtos como baterias e carros elétricos. Precisamos de tecnologia não só para extrair e beneficiar esses minerais, mas também para que a indústria brasileira os utilize eficientemente. O desafio é integrar a produção mineral com a indústria, transformando insumos em produtos de alto valor. Isso começa com a descoberta de jazidas e se estende até a aplicação industrial desses minerais."

O primeiro Encontro de Competências de Tecnologia Mineral e Inovação reunirá especialistas e líderes do setor para discutir esses temas críticos. O evento visa mapear capacidades, identificar desafios e explorar oportunidades para posicionar o Brasil como um líder inovador e sustentável no cenário da mineração mundial.

Uma oportunidade para entender como a mineração pode contribuir para um futuro mais sustentável e para o desenvolvimento tecnológico global. A programação inclui painel e mesa-redonda em torno de temas como capacidade instalada dos centros tecnológicos, pesquisa mineral, inovação e políticas de desenvolvimento tecnológico.


Participantes

O 1º Encontro de Competências de Tecnologia Mineral e Inovação contará com a presença de representantes de instituições-chave, incluindo o Ministério de Minas e Energia; Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações; UFCAT; IPT; CETEM; COMIN-CNI; EMBRAPII; FINEP; ANM; SGB; ABPM; ADIMB; Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços de Goiás (SIC); CNI; Senai; CT-Mineral MDCT; e SGS Geosol.

A OESP não é(são) responsável(is) por erros, incorreções, atrasos ou quaisquer decisões tomadas por seus clientes com base nos Conteúdos ora disponibilizados, bem como tais Conteúdos não representam a opinião da OESP e são de inteira responsabilidade da WP Comunicação LTDA
Para ver esta notícia sem o delay contrate um dos produtos Broadcast e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso