Agência Unico
11/01/2024 17:30

Cursos EAD se consolidam como meio democrático para promover aprendizado


Tecnologia é fundamental tanto para a formação quanto para o aprimoramento dos profissionais.
No último Censo da Educação Superior, divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), uma tendência chamou a atenção: o impressionante aumento de 700% na oferta de cursos de ensino à distância (EAD) ao longo da última década. O número de alunos que ingressaram nessa modalidade também aumentou, chegando à marca histórica de 3 milhões em 2022.
Trata-se de uma revolução no cenário educacional brasileiro, demonstrando a relevância dessa modalidade de ensino tanto para a formação da população quanto para a qualificação de profissionais.
Uma pesquisa realizada pela Mindminers, encomendada pela Unico, empresa especializada em identidade digital, apontou que 56% das pessoas entrevistadas, falaram que o tempo era uma das coisas que faltava, para voltar a estudar ou iniciar algum curso. E 55% falaram que era a falta de dinheiro. Quando perguntado sobre os critérios de escolha de um curso, a modalidade aparece em segundo lugar, com 55% dos respondentes, atrás apenas do custo, com 68%.
O EAD não tem sido apenas uma alternativa à formação acadêmica tradicional, mas, sim, um meio de acesso democrático à educação. Por isso, tem desempenhado um papel crucial na quebra de barreiras geográficas e socioeconômicas, garantindo oportunidades a um número cada vez maior de brasileiros.
"Entendo que esse aumento (na quantidade de cursos) vai proporcionar um acesso maior à educação, porque ele quebra barreiras geográficas e permite que pessoas de várias regiões tenham acesso a cursos de qualidade", ressalta a especialista em neuropedagogia e executiva do Grupo Rhema Educação, Mara Duarte.
Cursos EAD também costumam ser mais acessíveis financeiramente, sem contar que ainda existe a economia com deslocamento, por exemplo, além da flexibilidade de horários. Também preparam para o futuro, na avaliação da especialista, uma vez que vivemos em um mundo cada vez mais digital.
"Aprender à distância desenvolve habilidades como autodisciplina, uso eficaz da tecnologia e comunicação digital, o que acaba sendo uma resposta às necessidades modernas de flexibilidade e acessibilidade, desempenhando um papel crucial na democratização do acesso à educação e também na preparação dos estudantes para o mercado de trabalho que está em constante evolução", diz Mara.


EAD no mundo corporativo

Além de contribuir com a democratização do ensino, o EAD também é uma ferramenta valiosa para o aprimoramento dos profissionais que já estão no mercado de trabalho, ganhando espaço no cenário corporativo.
Atualmente, as empresas estão adotando a modalidade como meio de qualificação contínua, oferecendo os cursos como um benefício aos seus colaboradores. Esse investimento não só eleva o nível de qualificação dos colaboradores, mas também contribui para a inovação e competitividade no mercado de trabalho.
"Há também um aumento da retenção de talentos na empresa, quando se investe na capacitação deles", avalia Mara, acrescentando que há ainda o fomento à cultura do aprendizado. "Os colaboradores são motivados a se desenvolver constantemente".
Ainda de acordo com pesquisa realizada pela Mindminers, os principais temas de interesses são idiomas, negócios, administração e vendas, computação ou tecnologia da informação, e desenvolvimento pessoal. Assim como os temas que se destacam, o formato de ensino preferido são aulas práticas, com exercícios para fixação de conteúdo - esses profissionais buscam estudar para se destacarem no mercado de trabalho, principalmente.
A Unico também atua no mercado de benefícios de educação corporativa por meio do Unico Skill, uma plataforma com mais de 6 mil cursos. Para ter acesso a esse benefício, as empresas pagam uma mensalidade fixa pelo uso da plataforma por cada colaborador, que tem o acesso ilimitado a todos esses cursos online.
Essa estratégia, aliás, vai além do desenvolvimento individual, conforme evidenciado pelo levantamento realizado pela empresa, o Unico Skill registrou mais de 700 formandos em Pós-graduação e Graduação, mentorias e cursos livres. E 91% das pessoas colaboradoras que receberam o Unico Skill consideram que o benefício educacional ajuda a viabilizar seus estudos e 83% só fazem os cursos por conta do benefício.
Outra pesquisa recente da McKinsey revelou que profissionais qualificados no Brasil, particularmente aqueles com acesso ao EAD, experimentam um aumento médio de 20% nos salários quando ingressam em empresas estrangeiras, destacando o impacto tangível dessa qualificação no mercado de trabalho global.


A OESP não é(são) responsável(is) por erros, incorreções, atrasos ou quaisquer decisões tomadas por seus clientes com base nos Conteúdos ora disponibilizados, bem como tais Conteúdos não representam a opinião da OESP e são de inteira responsabilidade da Acesso Digital Tecnologia da Informação S.A.
Para ver esta notícia sem o delay contrate um dos produtos Broadcast e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso