Agronegócios
01/12/2017 17:07

MDIC: País fatura 47% mais com exportações de carne bovina e 46% mais frango; suína cede 27,6%


São Paulo, 01/12/2017 - As exportações brasileiras de carne bovina e de frango in natura cresceram no mês de novembro, em volume e em receita, ante igual mês do ano passado. Já os embarques da proteína suína foram menores, na mesma base de comparação, de acordo com dados divulgados há pouco pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

O Brasil faturou 47% mais com as exportações de carne bovina in natura em novembro de 2017 ante igual mês de 2016. No mês passado os embarques externos renderam US$ 495,4 milhões - ante US$ 336,1 milhões em novembro/2016. Em quantidade, as vendas externas de carne somaram no mês passado 116,2 mil toneladas, ou 53,29% mais que as 75,8 mil toneladas de novembro do ano passado. O faturamento cresceu mesmo com o preço médio por tonelada ser 3,79% menor, de US$ 4.264,10.

Já ante outubro deste ano, quando o País faturou US$ 503,2 milhões, o faturamento em novembro caiu 1,5%. Em volume, o recuo foi de 2,43%, já que no mês passado o País exportou 119,1 mil toneladas.

Os embarques de carne de frango cresceram tanto em volume (+1,7%) quanto em faturamento (+46%) em novembro. O País faturou US$ 492,5 milhões com a venda de 297,7 mil toneladas no mês passado, quando em igual mês de 2016 as exportações alcançaram US$ 336,1 milhões, para um total de 292,7 mil toneladas embarcadas. O preço médio foi o grande diferencial no faturamento, já que o volume se alterou menos de um ano para outro. Em novembro, os importadores pagaram 7% mais, ou US$ 1.654,60 em relação a novembro/2016.

Na comparação com outubro deste ano, quando o País exportou 335,2 mil toneladas, os embarques cederam 11,18%. Em faturamento, também houve queda, de 1,55%, pois no mês retrasado o País arrecadou US$ 559,3 milhões.

As exportações brasileiras de carne suína renderam ao País US$ 110,7 milhões em novembro, com o embarque de 45,8 mil toneladas - rendimento 27,6% menor e volume 21% menor em relação a novembro do ano passado, quando o Brasil vendeu ao exterior US$ 152,9 milhões e 58,3 mil toneladas.

Em comparação com outubro de 2017, quando o Brasil vendeu US$ 119,8 milhões, o faturamento cedeu 7,59%. Em volume, no mesmo comparativo, a queda foi de 6,53%, pois em outubro deste ano as vendas externas alcançaram 49 mil toneladas.

No acumulado do ano, de janeiro até novembro, as vendas de carne bovina totalizaram 1,102 milhão de toneladas, ante 972,8 mil toneladas de igual intervalo de 2016 (+13,3%). Já o faturamento ficou em US$ 4,621 bilhões este ano, ante os US$ 3,487 bilhões de janeiro a novembro de 2016, ou 32,5% maior.

Quanto à carne de frango, o Brasil embarcou ao exterior até novembro de 2017 um total de 3,599 milhões de toneladas, ante 3,633 milhão de toneladas de janeiro a novembro de 2016 (-0,93%). O faturamento acumulado até o penúltimo mês deste ano é de US$ 5,96 bilhões, ou US$ 5,44 bilhões entre janeiro e novembro do ano passado (+9,55%).

Finalmente, em relação à carne suína, o faturamento acumulado até novembro de 2017 é de US$ 1,362 bilhão valor 15% maior ante o US$ 1,179 bilhão de 2016. O volume de 2017, de 547 mil toneladas, recuou em relação ao de 2016, que foi de 585 mil toneladas - queda de 6,49%. (Tânia Rabello, tania.rabello@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos