Agronegócios
07/04/2021 08:15

Milho/Agroconsult: colheita de inverno deve chegar a 78,3 milhões de toneladas (+3,5% ante 2019/20)


Por Leticia Pakulski

São Paulo, 07/04/2021 - A consultoria Agroconsult estima produção de milho safrinha em 2020/21 de 78,3 milhões de toneladas, um crescimento de 3,5% ante 2019/20. A área plantada, segundo a Agroconsult, totaliza 14,3 milhões de hectares, 7,3% acima do ciclo anterior. Os números foram divulgados ontem (6) em entrevista coletiva para apresentar os resultados da etapa soja do Rally da Safra 2021.

Segundo o sócio-diretor da Agroconsult, André Pessôa, o desempenho das lavouras dependerá de ocorrência de chuvas e ausência de geadas em áreas produtoras de safrinha durante etapas importantes do desenvolvimento nos próximos meses. "O atraso na implantação e as dificuldades de colheita da soja empurraram o plantio da safrinha de milho para uma janela muito desafiadora", disse. Conforme Pessôa, o Brasil pode ter o segundo ano consecutivo de redução de produtividade - a previsão é de 91,6 sacas/hectare, contra 95 sacas/hectare em 2019/20. Contudo, o número final dependerá das condições climáticas. "Temos necessidade de ocorrência de boas chuvas em abril e maio para que possamos confirmar 78,3 milhões de toneladas", disse.

Conforme Pessôa, todas as regiões de produção de milho de inverno semearam áreas fora do calendário. "Como os preços estão tão atraentes e produtores já tinham feito aquisição de insumos, usaram essa tecnologia e plantaram áreas", disse o representante. A Agroconsult estima que 38% das lavouras de milho safrinha em Mato Grosso foram plantadas em uma janela considerada de alto risco climático. Para Goiás, o porcentual chega a 61%, e, para Mato Grosso do Sul, a 34%. No Paraná, 62% das lavouras no norte e 81% no oeste foram plantadas em período de alto risco. Com isso, são necessárias mais chuvas neste mês e em maio para o Centro-Oeste e a não ocorrência de geadas precoces no Paraná para garantir a produção em segunda safra, segundo o representante.

Após perdas da safra de verão, que, segundo a Agroconsult, totalizou 24,9 milhões de toneladas, o Brasil precisa de uma segunda safra "próxima de 80 milhões de toneladas" para aliviar a situação de abastecimento de consumidores internos, como o setor de proteína animal. "Milho barato não tem nem vai ter", ponderou Pessôa.

As 18 equipes do Rally da Safra percorreram mais de 42 mil quilômetros na etapa soja, passando por 455 municípios em 9 estados produtores. Foram coletadas no total 1.092 amostras de lavouras de soja. Devido à pandemia, não houve visitas aos produtores nas propriedades, mas foram realizadas 70 reuniões online com agricultores que permitiram coletar informações sobre o volume produzido e a conjuntura atual. Em maio e junho, as equipes do Rally da Safra voltam a campo para avaliar as condições das lavouras e consolidar as estimativas da segunda safra no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná.

Contato: leticia.pakulski@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos