Agronegócios
09/02/2024 08:31

São Martinho tem lucro líquido de R$ 210,6 Mi no 3ºTri da safra 23/24, queda de 51% ante 3ºtri de 22/23


Por Leandro Silveira

São Paulo, 09/02/2024 - O Grupo São Martinho reportou lucro líquido de R$ 210,6 milhões no terceiro trimestre do ano-safra 2023/24, encerrado em 31 de dezembro. O resultado representa queda de 51% ante o registrado em igual período da temporada 2022/23, de R$ 429,6 milhões. Segundo a empresa, o resultado foi provocado principalmente pelo "reconhecimento antecipado do precatório da Copersucar de 2023".

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia sucroenergética caiu 9,2% na mesma base de comparação, para R$ 703,8 milhões. A São Martinho citou, no release de resultados, duas razões para a queda: preços mais baixos e volumes comercializados de etanol, parcialmente compensados por preços mais altos e volumes de açúcar e o aumento de custos no trimestre (+7,2%), decorrente da extensão do período de moagem até dezembro.

A receita líquida do Grupo São Martinho alcançou R$ 1,609 bilhão no terceiro trimestre da safra, alta anual de 4,9%. O lucro caixa ficou em R$ 167,9 milhões no trimestre, 58,6% menor na comparação com o verificado em igual período da temporada passada. A alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, passou de 1,24 vez em dezembro de 2022 para 1,66 vez no último mês de 2023.

A companhia relatou processamento de 23,067 milhões de toneladas de cana-de-açúcar nos nove primeiros meses da safra 2023/24. O volume foi 15,2% maior do que o total de 20,024 milhões de toneladas moídas em igual período de 2022/23. A produção de açúcar ficou em 1,468 milhão de toneladas, 21,7% mais que a dos nove primeiros meses da safra passada. Já a oferta de etanol, de 1,08 milhão de metros cúbicos, foi 20,1% maior ante o ano anterior.

No acumulado de nove meses da safra, a receita líquida das vendas de açúcar avançou 46,8% frente igual período da safra anterior, totalizando R$ 2,435 bilhões, motivado por maiores preços (+20,6%) e volumes (+21,7%). No igual período da safra anterior, a receita do etanol totalizou R$ 1,560 bilhão (-42%) devido aos menores preços (-26%) e volumes de comercialização (-21,5%).

Em 31 de dezembro de 2023, as fixações de preço de açúcar para a safra 2023/24 totalizavam cerca de 386 mil toneladas, a um preço de, aproximadamente, R$ 2.608/tonelada. Para a safra 2024/25 estavam fixadas, na mesma data, em cerca de 503 mil toneladas de açúcar a R$ 2.694/tonelada.

O resultado financeiro resultou em despesa de R$ 112,4 milhões no terceiro trimestre da safra 2023/24 (+29,9%) e de R$ 286,7 milhões no acumulado dos nove meses de safra (+20,7%). O crescimento da despesa no período está diretamente relacionado à necessidade de capital de giro, afirma a São Martinho.

Contato: leandro.silveira@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso