Agronegócios
13/07/2021 08:28

Ministério da Agricultura: valor da produção agropecuária deve crescer 10,5% em 2021, para R$ 1,009 tri


São Paulo, 13/07/2021 - O Ministério da Agricultura atualizou a estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2021, considerando dados de junho. O VBP está projetado em R$ 1,099 trilhão, 10,5% acima do valor de 2020, que foi de R$ 995 bilhões. As lavouras representam R$ 753,2 bilhões e a pecuária, R$ 346,2 bilhões, informa o ministério em comunicado.

O faturamento das lavouras, em valores reais, cresceu 13,8%, e a pecuária, 3,8%, ambos em relação ao ano passado. Os produtos que mais se destacaram foram arroz, com aumento do VBP de 3,8% (para R$ 20,30 milhões), cana-de-açúcar, 2,3% (R$ 82,683 milhões), milho, 15,7% (R$ 131,478 milhões), soja, 30,2% (R$ 362,398 milhões) e trigo, 34,6% (R$ 12,422 milhões). Estes cinco produtos representam 55,4% do VBP total.

Conforme o ministério, arroz, soja, milho e trigo obtiveram valores recorde que não são observados numa série desde 1989. O destaque é o trigo, que além do recorde de valor neste ano, a produção estimada também pode ser histórica. Neste ano, a previsão é de uma safra de 8,48 milhões de toneladas. Até este ano, o maior valor foi observado em 2015-2016 quando a safra foi de 6,73 milhões de toneladas de trigo.

O governo explica que, apesar da queda da produção e da produtividade da segunda safra de milho, que tiveram queda de 10,8%, e 17,5% respectivamente, o cereal tem tido fortes aumentos de preços, que resultam em acréscimos no valor da produção.

Na pecuária, os melhores resultados estão sendo observados em carne bovina, que teve acréscimo de 7,5% no VBP, saindo de R$ 143,189 milhões em 2020 para R$ 153,864 milhões este ano, e em carne de frango, acréscimo de 6,1%, de R$ 90,555 milhões para R$ 96,087 milhões em igual comparação. Outros componentes da pecuária, como suínos e leite, estão com pior desempenho. O VBP de suínos caiu 5,1%, de R$ 31,597 milhões para R$ 29,992 milhões. Já o VPB do leite recuou 1% no período, de R$ 49,554 milhões para R$ 49,074 milhões.

Uma relação de produtos apresenta redução de valor da produção em relação a 2020. São estes: algodão, amendoim, banana, batata-inglesa, cacau, café, feijão, laranja, mandioca, tomate e uva. Entretanto, segundo o ministério, as reduções não são elevadas. Isso tem ocorrido principalmente por causa dos volumes produzidos e de preço.

Os dados regionais mostram que neste ano quase todos os Estados apresentam maior nível de faturamento que no ano passado. Isso vem ocorrendo em virtude dos resultados favoráveis de produtos como, arroz, milho, soja, trigo, cana, carne bovina, carne de frango e outros. Um ranking dos Estados mostra que os cinco primeiros em termos de VBP são Mato Grosso, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos