Agronegócios
10/08/2020 07:34

M. Dias Branco: volume de vendas aumenta 19% no 2tri20, para 536,1 mil toneladas


Por Isadora Duarte

São Paulo, 10/08/2020 - A fabricante de alimentos M. Dias Branco registrou alta de 19% no volume de vendas de seus produtos no segundo trimestre deste ano na comparação com igual período do ano passado. O volume total acompanhou o avanço da receita e passou de 450,4 mil toneladas para 536,1 mil toneladas. Os resultados foram divulgados na sexta-feira (7) após o fechamento do mercado.

Em volume de vendas, o segmento de massas registrou o maior crescimento, de 37,4%, de 94,4 mil toneladas para 129,7 mil toneladas. As vendas de biscoitos avançaram 14,2% na mesma base comparativa, de 134,3 mil toneladas para 153,4 mil toneladas. A companhia atribui a melhora no volume de vendas à revisão da distribuição dos produtos nos canais de varejo, ao reforço e expansão das marcas regionais e às mudanças no mix de itens.

Com o aumento no volume vendido, a M. Dias elevou sua participação de mercado em massas e biscoitos, na comparação entre o segundo e primeiro trimestre deste ano, de 3,2 pontos porcentuais e 1,2 ponto porcentual, respectivamente. Diante desse resultado, no segundo trimestre do ano a M. Dias manteve a liderança no mercado nacional das categorias, com 34,9% em massas e 34,5% em biscoitos de participação.

Para atender o incremento da demanda, a produção da M. Dias passou de 676,3 mil toneladas no segundo trimestre de 2019 para 817,1 mil toneladas processadas no segundo trimestre de 2020 - aumento de 20,8%. Segundo a companhia, o desempenho representa um recorde histórico de produção. A capacidade total de produção foi elevada em 13%, para 1,053 milhão de toneladas, com o início das operações do novo moinho de trigo da empresa em Bento Gonçalves (RS), da ampliação da capacidade de produção de margarinas e gorduras na unidade de Fortaleza (CE) e da inclusão de novas unidades fabris da Piraquê. O nível de utilização da capacidade total de produção aumentou 5 pontos porcentuais, de 72,6% para 77,6%.

Ainda como fatos relevantes do segundo trimestre de 2020, a companhia destacou o aumento da verticalização de farinha de trigo de 84,3% para 99,1%. O incremento foi puxado pela instalação de um moinho em Bento Gonçalves (RS), que passou a abastecer as fábricas nas regiões Sul e Sudeste.

No período, a empresa investiu R$ 44,8 milhões, 38,6% abaixo do valor investido em igual intervalo de 2019. Segundo a companhia, os principais aportes foram em aquisição de equipamentos para a nova unidade de moagem de Bento Gonçalves, adequação do centro de distribuição do Rio de Janeiro, aquisição de equipamento de empacotamento automático para a fábrica Fortaleza, linha de massas para a unidade Piraquê e estação de tratamento de efluentes para a unidade de Maracanaú (CE).

Contato: isadora.duarte@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos