Agronegócios
13/01/2022 11:24

Grãos: IGC reduz projeção da safra global 2021/22 em 1 milhão de t, para 2,286 bilhões de t


Por Sandy Oliveira

São Paulo, 13/01/2022 - O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) reduziu em 1 milhão de toneladas sua previsão de produção global de grãos na temporada 2021/22, de 2,287 bilhões para 2,286 bilhões de toneladas, de acordo com relatório mensal divulgado nesta quinta-feira. Apesar do corte, o volume representa alta de 3,2% na comparação com 2020/21 e, se confirmado, será recorde. O ajuste foi motivado principalmente por uma menor estimativa de produção para o milho, que é pressionado pela produção na América do Sul.

A estimativa para o consumo mundial foi reduzida de 2,290 bilhões para 2,287 bilhões de toneladas, decorrente de cortes no uso de grãos para alimentação animal, mas ainda 2,55% superior ao estimado para 2020/21. A previsão de estoques foi elevada para 601 milhões de toneladas, recuo de 0,16% na comparação com 2020/21.

Para a soja em 2021/22, o IGC reduziu a estimativa de produção em 12 milhões de toneladas de 380 milhões de toneladas (previsão de novembro) para 368 milhões de toneladas, 0,27% maior em relação às 367 milhões de toneladas de 2020/21. "A redução reflete o efeito do clima quente e seco nas regiões produtoras na América do Sul, especialmente no Brasil e Argentina", disse o conselho. A projeção de consumo também foi reduzida em relação a novembro de 375 milhões de toneladas para 371 milhões de toneladas ante 364 milhões de toneladas no ciclo anterior. Já a projeção de estoques foi reduzida para 52 milhões de toneladas, 8 milhões de toneladas a menos que o projetado em novembro, assim como o volume de 55 milhões de toneladas de 2020/21.

Quanto ao milho, o conselho reduziu a estimativa de produção em 5 milhões de toneladas, para 1,207 bilhão de toneladas em 2021/22, aumento de 6,9% ante 1,129 bilhão de toneladas projetadas para 2020/21. O consumo foi elevado na mesma proporção para 1,199 bilhão de toneladas ante 1,149 bilhão de toneladas projetadas para 2020/21. Os estoques se mantiveram em 287 milhões de toneladas, 9 milhões de toneladas a mais que o projetado para o ciclo anterior.

Segundo o conselho, em relação ao trigo, a previsão é de um quarto aumento sucessivo na produção global, para um novo pico. Em relação ao trigo 2021/22, o IGC elevou a expectativa de produção em 4 milhões de toneladas para 781 milhões de toneladas, alta de 1,03% ante 773 milhões de toneladas previstas para 2020/21. A previsão de consumo também foi aumentada em 1 milhão de toneladas para 783 milhões de toneladas ante 771 milhões de toneladas projetados em 2020/21. A estimativa de estoques foi elevada de 274 milhões para 274 milhões de toneladas, em comparação com 278 milhões de toneladas estimadas para 2020/21.

Para a safra 2020/21, o IGC elevou sua previsão de produção global de grãos em 3 milhões de toneladas, para 2,215 bilhões de toneladas. Em relação ao consumo mundial de grãos, a entidade reduziu sua estimativa de 2,290 bilhões para 2,287 bilhões de toneladas. A previsão de estoques finais aumentou de 600 milhões para 601 milhões de toneladas.

Contato: sandy.oliveira@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: