Agronegócios
01/12/2017 12:28

CBOT: soja e milho devem abrir em alta; trigo tende a cair com estoques


Chicago, 01/12/2017 - Os futuros de soja, milho e trigo devem abrir a sessão desta sexta-feira em direções distintas na Bolsa de Chicago (CBOT). A oleaginosa se recupera de perdas ocorridas ao longo da semana, considerando a desaceleração nas exportações dos Estados Unidos. Já o milho pode ser impulsionado por avanço na demanda, enquanto o trigo é pressionado por amplos estoques.

Ainda na soja, vale destacar a expectativa de chuvas na Argentina e a manutenção da mistura de biodiesel nos Estados Unidos como fatores que podem impedir maiores reações no preço do grão. Ontem, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que os exportadores do país venderam 942,9 mil toneladas do grão da safra 2017/18 na semana encerrada no dia 23 de novembro, descontados os cancelamentos. O número representou aumento de 9% ante o reportado na semana anterior, mas recuo de 25% em relação à média das últimas quatro semanas.

No milho, analistas ouvidos pela Dow Jones afirmam que a expectativa de maior demanda chinesa deu algum suporte aos contratos. Em outubro, mais da metade do cereal importado pela China veio dos Estados Unidos. Há pouco, exportadores privados relataram vendas de 130 mil toneladas de milho para destinos não revelados, com entrega prevista para o ano comercial 2017/18.

Quanto ao petróleo, os preços do combustível fóssil implicam maior competitividade do etanol, cuja matéria-prima para fabricação norte-americana é o milho. A elevação nas cotações internacionais do óleo na sessão de hoje ajuda a sustentar o índice do grão em Chicago.

Já para trigo, a expectativa é de que o mercado venha a trabalhar pressionado pela oferta global, após duas colheitas recordes consecutivas na Rússia. Relatório de consultoria BMI Research indica que as cotações do cereal podem subir ligeiramente no ano que vem, porém, o alto nível de estoques e as projeções de equilíbrio depois da colheita de 2017/18 no hemisfério Norte devem impedir que os preços ultrapassem US$ 4,65 por bushel.

No overnight, a soja para janeiro ganhou 3 cents (0,30%), em US$ 9,8875 por bushel. Já o milho para março subiu 0,50 cents (0,14%), a US$ 3,5625 por bushel, enquanto vencimento março do trigo recuou 0,25 cents (0,06%), a US$ 4,3275 por bushel. (Nayara Figueiredo - nayara.figueiredo@estadao.com; com Dow Jones Newswires)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos