Agronegócios
20/01/2022 11:45

Faesp: produtor paulista prejudicado pela estiagem deve solicitar decreto de emergência às prefeituras


São Paulo, 20/01/2022 - A Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) está orientando os produtores rurais afetados pela estiagem a procurar as prefeituras para solicitar o decreto de situação de emergência. Segundo o presidente da entidade, Fábio de Salles Meirelles, a medida ajudará os agricultores na prorrogação de contratos de financiamento e no acesso a eventuais medidas de apoio pelo governo federal.

“Embora tenha havido boa precipitação no mês de dezembro e começo de janeiro, em muitas localidades, o déficit hídrico ao qual o Estado está submetido nos últimos anos ainda persiste: há baixa reserva hídrica associada a elevadas temperaturas, o que têm trazido prejuízo à formação e ao desenvolvimento das lavouras”, afirma Meirelles em comunicado.

Segundo a Faesp, as mesorregiões de Assis, Marília, Presidente Prudente e Araçatuba são as mais atingidas pela seca prolongada. Conforme a nota, a entidade iniciou tratativas junto ao Ministério da Agricultura para incluir essas áreas entre as beneficiadas por eventuais medidas que serão dirigidas aos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A Faesp iniciou ontem (19) a orientação aos Sindicatos Rurais do Estado sobre as ações de renegociação de dívidas junto às instituições financeiras, cujo os pedidos “devem estar acompanhados de laudo técnico, fotos datadas e eventual decreto de situação de emergência”. Além disso, segundo a entidade, os produtores devem buscar diálogo com os compradores de contratos de venda futura e acionar o seguro rural, em casos de contratação prévia. Por fim, a Faesp recomenda que os produtores que têm operações de crédito rural com cobertura pelo ProAgro e ProAgro Mais comuniquem formalmente as perdas ao agente financeiro, para que seja solicitado o serviço de comprovação dos prejuízos.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: