Agronegócios
15/10/2020 11:26

IBGE: País tinha 1,5 bilhão de galináceos em 2019, alta de 0,1% ante 2018


Por Daniela Amorim

Rio, 15/10/2020 - Os produtores brasileiros reuniam 1,5 bilhão de galináceos no ano de 2019, uma ligeira alta de 0,1% em relação a 2018, o equivalente a 940 mil animais a mais. Os dados são da Produção da Pecuária Municipal 2019, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Mundialmente, o Brasil tem um papel relevante na exportação de carne de frango, ocupando a liderança, e, em 2019, foi o terceiro maior produtor dessa commodity, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA)”, ressaltou o IBGE.

Entre os Estados, os líderes de produção foram Paraná, com uma fatia de 26,5% do total nacional, São Paulo (14,0%) e Rio Grande do Sul (10,5%).

O município de Santa Maria de Jetibá, no Espírito Santo, manteve o maior efetivo de galinhas e galináceos, como no ano anterior, seguido por Bastos (São Paulo), Primavera do Leste (Mato Grosso), São Bento do Una (Pernambuco) e Itanhandu (Minas Gerais).

Quanto ao efetivo de galináceos, também foram destaques os municípios de Cascavel (Paraná), Bastos (São Paulo), Itaberaí (Goiás) e Rio Verde (Goiás).

Ovos - A produção nacional de ovos de galinha atingiu o recorde de 4,6 bilhões de dúzias em 2019, um crescimento de 4,2% em relação a 2018. O Sudeste foi responsável por 43,4% do total produzido e o Estado de São Paulo se destacou como o maior produtor, com uma fatia de 25,4% da produção nacional.

Codornas - Já a produção de ovos de codorna foi de 315,6 milhões de dúzias em 2019, um aumento de 5,9% ante 2018. O total de codornas era de 17,4 milhões de aves, 3,4% a mais que no ano anterior. A Região Sudeste concentrou 63,5% das codornas e 67,3% da produção de ovos. Os melhores desempenhos entre os Estados foram São Paulo (com 23,8% das aves e 23,6% dos ovos); Espírito Santo (22,4% das aves e 25,9% dos ovos); e Minas Gerais (16,1% das aves e 16,6% dos ovos).

Desde 2016, Santa Maria de Jetibá, no Espírito Santo, mantém o maior efetivo nacional dessas aves e, desde 2015, também a maior produção de seus ovos. Em São Paulo, o Município de Bastos se destacou como o maior representante tanto em termos de efetivo quanto na produção nacional de ovos de codorna.

Contato: daniela.amorim@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos