Agronegócios
27/11/2017 09:42

Summit/BB: estamos diante de grandes desafios e precisamos discutir o futuro do agronegócio


Tomas Okuda - Líder 09:25
okNayara Figueiredo da Silva 09:25
--Summit/Agronegócio/Faesp: pecisamos da implementação do RenovaBio para apoio da agrotecnologiaJane Miklasevicius 09:25
pegueiNayara Figueiredo da Silva 09:29
--Summit/Agronegócio/BB: estamos diante de grandes desafios e precisamos discutir o futuro do agronegócio
--Summit/Agronegócio/BB: Brasil será o maior responsável pelo abastecimento de alimentos e fibras até 2050
Jane Miklasevicius 09:32
pegueiNayara Figueiredo da Silva 09:32
--Summit/Agronegócio/BB: Podem contar com a força e determinação do Banco para isso
Tomas Okuda - Líder 09:32
pegueiLeticia Gomes Pakulski 09:32
Summit/Agronegócio/Faesp: desdobramentos do combate à corrupção impactam milhões de brasileiros

São Paulo, 27/11/2017 - O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), Fábio Meirelles, afirmou nesta quarta-feira que os desdobramentos do combate à corrupção impactam milhões de brasileiros e que a agenda de reformas é extensa e o viés é convergente, contribuindo para o desempenho do agronegócio do País. “O agro brasileiro é competitivo mas não pode avaçar sem planejamento”, disse Meirelles, durante o Summit Agronegócios 2017, realizado em São Paulo.

Meirelles ressaltou ainda que a garantia de renda é essencial para o fortalecimento do setor. Também destacou o esforço dos produtores para adotar práticas sustentáveis. “Os produtores são os verdadeiros guardiões do meio ambiente”, ressaltou. Meirelles ponderou ainda a importância da tecnologia e do estímulo do RenovaBio para o fortalecimento do setor. “As inovações tecnológicas elevaram o patamar de produção”, ressaltou. “Precisamos da implementação do RenovaBio para apoio da agrotecnologia.” (Leticia Pakulski - leticia.pakulski@estadao.com; Camila Turtelli - camila.turtelli@estadao.com; Nayara Figueiredo - nayara.figueiredo@estadao.com)
Jane Miklasevicius 09:33
pegueiNayara Figueiredo da Silva 09:37
--Summit/Agronegócio/Novacki: O presidente tem dado todo o respaldo para que ações do setor
Tomas Okuda - Líder 09:37
pegueiNayara Figueiredo da Silva 09:37
--Summit/Agronegócio/Novacki: Queremos chegar a 10% de participação do Brasil no mercado externo
--Summit/Agronegócio/Novacki: Isso representa mais US$ 30 bilhões na economia brasileira Jane Miklasevicius 09:38
pegueiNayara Figueiredo da Silva 09:38
--Summit/Agronegócio/Novacki: Chegaremos a isso com planejamento e foi criado o Agro+Camila Tereza Pereira Turtelli 09:38
São Paulo, 27/11/2017 - O vice-presidente de agronegócios do Banco do Brasil, Tarcísio Hübner, disse hoje que o Brasil será o maior responsável pelo abastecimento de alimentos e fibras até 2050. “Estamos diante de grandes desafios e precisamos discutir o futuro do agronegócio”, assinalou o executivo, em apresentação durante o Summit Agronegócios 2017, realizado nesta segunda-feira em São Paulo. Ele lembrou que o agronegócio representa 23% do PIB brasileiro e é responsável pelo superávit na balança comercial e atribuiu esse resultado às tecnologias empregadas e ao acesso a crédito. “Podem contar com a força e determinação do banco para isso.” (Leticia Pakulski - leticia.pakulski@estadao.com; Camila Turtelli - camila.turtelli@estadao.com; Nayara Figueiredo - nayara.figueiredo@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos