Agronegócios
09/07/2020 10:19

Grãos/Datagro: comercialização de soja e milho foi lenta em junho


São Paulo, 09/07/2020 - A comercialização da soja da safra 2019/20 pelos produtores foi mais lenta em junho, com avanço de pouco mais de 3 pontos porcentuais ante o mês anterior, e abaixo do padrão para o período em quase 7 pontos, atingindo 91,2% da produção (111,29 milhões de toneladas), até 3 de julho. Apesar disso, as vendas continuam recorde e estão bem acima da última safra (74,4%) e da média histórica (76,3%). A estimativa é da Consultoria Datagro, divulgada hoje.

Já a comercialização antecipada da safra nova 2020/21, em fase de preparo, também teve redução no ritmo ante o último levantamento (33,1%), com avanço de cerca de 3 pontos porcentuais. Ainda assim, o comprometimento de 36,2% da temporada 2020/21 neste momento do ano é recorde, superior aos 18,2% de 2019 e muito acima da média de cinco anos de 13,9%. Considerando que a Datagro estima a safra em 128,90 milhões de t, o volume comercializado até o momento é de 46,63 milhões de t.

O coordenador da Datagro Grãos, Flávio Roberto de França Junior, informa em comunicado que "a limitação de volume veio inicialmente pelo adiantado estágio das vendas na temporada. Além disso, foi confirmada nossa projeção de comportamento mais conservador aos preços internos na maior parte do mês, inibindo os negócios em grande parte do período. Mas, com a recuperação da última semana, refletindo puxada na taxa de câmbio, boa recuperação das cotações na CBOT e relativa firmeza nos prêmios de exportação, alguns negócios acabaram ocorrendo, já que o interesse de compra continua firme".

Milho - A comercialização do milho de verão da safra 2019/20 no Centro-Sul do Brasil também teve limitação em junho, com avanço de 5 pontos percentuais ante o último levantamento (77%), quando o padrão para o período é de 12 pontos. O comprometimento atingiu 82% da produção até 3 de julho, acima dos 70% em 2019 e da média de 71,6%. “Como, no geral, os preços caíram em relação ao mês anterior, os negócios foram acontecendo de forma espalhada e regionalizada, nos momentos de eventuais elevações locais dos preços”, afirma França.

O comprometimento da safra de inverno 2020 no Centro-Sul do País avançou para 65%, ante 61% no último mês, seguindo o ritmo mais lento de vendas da 1ª safra, segundo apuração da Datagro. Os negócios também acompanharam recuo de preços durante parte do mês e preocupações com o clima no cinturão produtor. Apesar disso, a comercialização está mais avançada do que a média dos últimos cinco anos (59%) e no ano anterior (60%), mas se mantém abaixo do fluxo recorde de 2016 (68%).
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos