Agronegócios
10/01/2019 17:58

Governo fixa preços mínimos para produtos extrativos


São Paulo, 10/01/2019 - O Ministério da Agricultura fixou preços mínimos para o açaí, andiroba, babaçu, baru, borracha natural, buriti, cacau, carnaúba, cera, castanha-do-Brasil, juçara, macaúba, mangaba, murumuru, pequi, piaçava, pinhão e umbu na safra 2019. O governo federal concede subvenção aos agricultores familiares extrativistas cuja produção é sustentável. O valor da subvenção é calculado pela diferença entre o preço mínimo e o preço de venda dos produtos extrativos no mercado. Os valores foram publicados na edição de hoje do Diário Oficial.

O preço mínimo da borracha natural (Cernambi) para a região do Norte, exceto Tocantins, e para alguns municípios do norte de Mato Grosso passa a ser de R$ 5,58/kg, alta de 2,95%. Já a amêndoa do cacau para os estados do Amazonas e Amapá tem preço de R$ 7,57/kg (+4,56%).

Para alguns produtos, o valor de referência para a subvenção foi reduzido, caso da cera, macaúba, murumuru, pequi e piaçava. O ajuste levou em conta custos calculados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), explicou o ministério. Outros, como babaçu e castanha-do-Brasil, tiveram seu preço mínimo mantido.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos