Agronegócios
14/11/2017 14:24

Café/Cepea: cotação do robusta bate nível mais baixo desde setembro de 2015


São Paulo, 14/11/2017 - As cotações do café conillon (robusta) têm recuado no mercado interno desde o início do ano e já atingem o menor valor real desde setembro de 2015. A avaliação é de pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP).

Conforme dados do Cepea, a média de preço do Indicador Cepea/Esalq do robusta, tipo 6, peneira 13 acima, é de R$ 360,50 a saca de 60 kg, até segunda-feira (13), o menor valor real desde setembro de 2015, quando o indicador foi cotado a R$ 340,81 a saca (deflacionado pelo IGP-DI de outubro de 2017).

O Cepea explica em relatório semanal que as cotações recuam influenciadas especialmente pelo preço externo, que caiu nas últimas semanas, acompanhando a aproximação da colheita no Vietnã e a expectativa de boa safra 2018/19 no Brasil. Apesar da ocorrência do tufão Damrey no país asiático entre 1º e 5 de novembro, não são esperados problemas na produtividade. Entretanto, algumas regiões tiveram inundações, o que deve atrasar a colheita.

No Brasil, produtores continuam atentos ao clima, que será determinante para a produtividade da próxima temporada. Até o momento, chuvas fracas têm possibilitado o desenvolvimento dos cafezais de robusta no Espírito Santo. Entretanto, agentes observam que as reservas hídricas do Estado se mantêm em baixos níveis, o que preocupa cafeicultores.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos