Economia & Mercados
10/05/2019 10:02

BRF: alavancagem no 1tri19 sobe para 5,64x, ante 5,12x no 4tri18


Por Augusto Decker

São Paulo, 10/05/2019 - A BRF registrou aumento na alavancagem - nível de endividamento calculado pela razão entre dívida líquida e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado - no primeiro trimestre de 2019. O indicador subiu para 5,64 vezes no período, ante 5,12x no quarto trimestre de 2018 e 5,39x no primeiro trimestre de 2018.

A empresa afirma que o aumento se deu pela apreciação do dólar e pela desconsideração do Ebitda de operações descontinuadas. Em mensagem assinada pelo diretor presidente global Pedro Parente e pelo atual diretor vice-presidente executivo global e futuro CEO, Lorival Nogueira Luz Jr, a companhia diz que mantém a meta de atingir nível de 3,65x até o final de 2019.

Com dados em base pro-forma, a dívida líquida caiu 8,8% ante o quarto trimestre de 2018, para R$ 14,238 bilhões - a companhia inclui a venda de ativos na Europa e na Tailândia, no valor de R$ 1,163 bilhão, e o montante a receber pela venda de ativos na Argentina, de R$ 96 milhões.

A dívida líquida das operações continuadas totalizou R$ 15,498 bilhões, alta de 10,5% ante o mesmo trimestre do ano anterior. "Quando desconsideramos os efeitos da adoção do IFRS 16 no EBITDA das operações continuadas, chegamos a uma alavancagem líquida proforma de 6,01x no 1T19 para as operações continuadas", diz o balanço divulgado há pouco.

O fluxo de caixa operacional das operações continuadas no trimestre foi de R$ 512 milhões, ante R$ 217 milhões no mesmo período de 2018. Após dispêndios em Capex, a geração de caixa operacional ficou em R$ 90 milhões, revertendo resultado negativo de R$ 253 milhões no primeiro trimestre do ano passado.

Contato: augusto.decker@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: