Economia & Mercados
12/09/2017 16:19

Sistema de reconhecimento falha e ações da Apple passam a cair


As ações da Apple reverteram a tendência vista mais cedo e passaram a cair durante a apresentação do novo iPhone X em Cupertino, na Califórnia. Às 16h15 (de Brasília), os papéis da companhia cediam 1,00% em Nova York.

Um executivo da companhia estava demonstrando como desbloquear a tela por meio do reconhecimento facial, mas o aparelho não identificou o rosto dele. Após alguns segundos, o smartphone voltou a funcionar.

O reconhecimento facial, a maior novidade do iPhone X, é feio por meio de um complexo sistema de câmeras de profundidade verdadeira. Entre outras novidades do modelo estão a eliminação do botão de início, câmeras de 12 megapixels e o animoji, aplicativo que reconhece a face do usuário e cria um emoji animado a partir dela.

A companhia garante que a bateria do modelo vai durar duas horas a mais que o do iPhone 7. De acordo com a Apple, o iPhone X abre "caminho para uma nova década de smartphones".

O aparelho vai custar US$ 999 e a pré-venda tem início em 27 de outubro. Não foi revelado se o Brasil está incluído entre os países em que ocorrerá o lançamento.

Mais cedo, outras quatro novidades foram lançadas: a terceira geração do Apple Watch, a Apple TV 4K e os iPhones 8 e 8 Plus.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos