Economia & Mercados
14/01/2022 14:08

Especial: Petroquímica Unigel busca diversificação com aposta em agro e hidrogênio verde


Por Wagner Gomes

São Paulo, 13/01/2022 - Segunda maior petroquímica brasileira, a Unigel está diversificando a sua operação no País, com novas frentes no agronegócio e investimentos em projetos de hidrogênio verde. Em entrevista ao Broadcast, Luiz Felipe Fustaino, diretor de Relações com Investidores da companhia, diz que a ideia é investir em produtos mais competitivos, para trazer novos investimentos e gerar mais empregos no País - a companhia também tem negócios no México.

"Continuamos investindo no Brasil, mas estamos diversificando o negócio. Primeiro no agronegócio, que é uma potência imbatível e nos ajuda a mitigar os riscos que o setor vive. Mas temos também um projeto de hidrogênio verde que nos coloca na vanguarda para o combustível do futuro, uma solução de carbono zero que vai poder ser utilizada pela indústria do aço e de cimento, por exemplo, que foram desafiadas a descarbonizar as suas cadeias", explica.

No final de 2021, a Unigel fechou contratos de compra de gás natural com a Petrobras e a Shell para abastecer as suas fábricas de fertilizantes nitrogenados na Bahia e em Sergipe, reinauguradas durante o ano passado e já em operação. Os acordos estão valendo desde o início de janeiro de 2022 e, combinados, totalizam 2,6 milhões de m3/dia de gás natural. A empresa quer garantir o funcionamento de suas fábricas a plena capacidade. Na Bahia, a petroquímica, firmou também com o governo um protocolo de intenções para implantação de uma fábrica de amônia e de hidrogênio verde.

Sem benefícios

Entre os riscos da operação da companhia no Brasil, Fustaino cita a preocupação com a competitividade e a decisão do governo de suspender imediatamente o Regime Especial da Indústria Química (Reiq), previsto na Medida Provisória (MP) 1095/2021. Para compensar a renúncia gerada com isenção a leasing de aeronaves, o presidente Jair Bolsonaro decidiu cortar benefícios tributários concedidos ao setor químico.

"Começamos o ano com essa má notícia, de suspensão do Reiq de forma antecipada. A redução já estava prevista, mas seria gradual, até 2025. É uma MP que ainda não entrou em vigor, tem alguns pontos sendo questionados. Mas sem dúvida, o fim precoce do regime é uma derrota para a indústria", comenta.

O Reiq foi implementado em 2013 e isenta em 3,65% o PIS/Cofins sobre a compra de matérias-primas básicas de primeira e segunda geração. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que o fim abrupto do regime especial coloca em risco 85 mil empregos, traz uma perda de arrecadação de R$ 3,2 bilhões e um tombo no PIB da ordem de R$ 5,5 bilhões. Além disso, inviabiliza unidades industriais no País e afeta diretamente cerca de 20 indústrias químicas tanto as nacionais quanto as estrangeiras.

"A indústria química precisa ser vista no País como viabilizadora da competitividade de todos os outros setores. Como uma das maiores indústrias do setor químico, isso nos preocupa", diz Fustaino.

Boas perspectivas

A perspectiva de spreads petroquímicos mais altos tem, no entanto, animado a Unigel. Bastante utilizado na indústria petroquímica, o indicador define a diferença do preço do produto e de sua principal matéria-prima.

"Estamos em momento de margens favoráveis, de spreads petroquímicos favoráveis. Nos próximos anos veremos spreads petroquímicos mais altos, acredito, porque não temos um crescimento de oferta no mundo, enquanto a demanda segue em alta com o PIB. A demanda cresce com o PIB, mas a oferta não cresce no mesmo passo", explica o diretor de RI da companhia.

Com Ebitda e receita em crescimento, a companhia, segundo o executivo, deve ter um dos seus melhores resultados em 2021. Os dados ainda não foram divulgados, mas o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) nos últimos 12 meses até setembro, de R$ 1,4 bilhão, foi duas vezes e meia maior que o mesmo período 2020. No mesmo período, a receita líquida ficou em R$ 6,3 bilhões, crescimento de 94% contra 2020, quase o dobro.

"Ebitda e receita serão muito maiores quando fecharmos 2021 porque no quarto trimestre foram incluídos os resultados das duas unidades do agronegócio", diz o diretor de RI sem dar detalhes.

"Estamos caminhando para um excelente resultado em 2021. O ano deve fechar ainda melhor que os indicadores de 12 meses até setembro", acrescenta.

Contato: wagner.gomes@estadao.comP
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos