Economia & Mercados
27/11/2018 07:42

Light: bloco de controle rejeita oferta de ações ancorada por fundos


Os acionistas do bloco de controle da Light decidiram não dar continuidade à possibilidade de realizar uma oferta pública de ações ancorada por fundos de investimento liderados pela GP Investments.

Em reunião realizada nesta segunda-feira, 26, os controladores - Cemig, RME e Luce - consideraram que os termos e condições propostos para ancoragem "não atendem aos interesses da companhia e seus stakeholders, tendo presente, dentre outros, as atuais condições de mercado", explica a Light em fato relevante.

Essa possibilidade de "follow on" constava em um memorando de entendimentos não vinculante com a GP Investments, em agosto, de forma preliminar.

A Light diz que segue monitorando oportunidades de mercado para otimizar sua estrutura de capital. Por sua vez, a Cemig reitera intenção de venda de toda sua participação na Light.

Quanto à opção de venda (put) da RME - detida por BB-BI, BV Financeira e Santander -, afirma que esta venderá ações da Light em quantidade mínima suficiente para que a soma das participações de Cemig, RME e Luce seja inferior a 50% do capital social da Light.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos