Economia & Mercados
13/05/2022 12:36

Uisa vai investir R$ 53 milhões para entrar em segmento de nutrição animal


A Uisa, companhia do setor sucroenergético com maior capacidade de moagem do Centro-Oeste, vai diversificar seu portfólio e entrar no mercado de nutrição animal. A companhia construirá uma planta para produzir levedura seca - usada como suplemento na ração animal pelo seu alto teor proteico - a partir do resíduo da fabricação de etanol. A expectativa é de investimento de aproximadamente R$ 53 milhões e capacidade de produção de 9,6 mil toneladas por ano. A unidade, que terá área de 3,6 mil metros quadrados, será anexa à usina da empresa, que fica em Nova Olímpia (MT), e as obras devem terminar até abril de 2023. Com a planta, a Uisa espera receita de R$ 30 milhões por ano.

"Para nós, a usina não é só uma usina, é uma plataforma de recuperação de carbono produzida de forma barata no campo", afirmou o CEO da Uisa, José Fernando Mazuca Filho. "Ao produzir etanol, a emissão de gases de efeito estufa é evitada; já com a levedura, há um adensamento da cadeia pecuária. É possível ter menos animais com a mesma produção, reduzindo a emissão de metano. Tudo que fazemos tem caráter de descarbonização e diversificação de receita."

A unidade deve produzir quatro tipos de levedura: integral (padrão), autolisada (premium), hidrolisada (super premium) e parede celular (também super premium). Ela deve ser a maior de Mato Grosso, Estado com o maior rebanho de bovinos do País.

A fabricação do componente de ração animal é parte dos planos de expansão da Uisa, que também pretende construir uma unidade de etanol à base de milho. "Temos um projeto avançado com licença prévia para a instalação de uma planta", afirma Mazuca. "O Capex é interessante dadas as sinergias que temos, e, pela nossa localização, estamos próximos de milho barato." A empresa planeja expandir a capacidade de produção do biocombustível em 270 mil metros cúbicos, ou 270 milhões de litros, com a nova unidade de produção a partir do milho. "Hoje temos capacidade de 300 mil metros cúbicos; e com a expansão de capacidade da moagem de cana-de-açúcar que estamos planejando, chegaria a 450 mil. Com o milho, teríamos mais 270 mil", diz o executivo.

Além da expansão orgânica, a companhia também analisa propostas de fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês). "Por natureza dos investidores e minha, temos uma agenda de M&A relativamente ativa", diz Mazuca. "Não quero necessariamente comprar uma usina, mas sim fazer um bom negócio. Sou acessado por bancos para olhar oportunidades e analisamos todas com carinho."

A abertura de capital na bolsa também está nos planos. "No início do ano passado fomos muito acessados por bancos de investimento. Observamos o mercado, tivemos conversas com fundos e investidores, mas decidimos que não era o momento", afirma o CEO. Ele ressalta que a governança está pronta para um IPO.

"Este ano é ano eleitoral, e em anos eleitorais o mercado de capitais não costuma andar bem", observa. "Precisamos ver o cenário eleitoral, o que o cenário político traz e o que o mercado financeiro vai trazer. Na nossa visão, este ano não é o ano; já para o ano que vem, vai depender do que a política nos reservar."

A Uisa teve receita bruta de R$ 1,2 bilhão nos nove primeiros meses da safra 2021/22, com lucro líquido de R$ 367 milhões no período, 119,9% a mais do que no mesmo intervalo da safra anterior. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou em R$ 655 milhões.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: