Economia & Mercados
13/07/2017 21:05

Taesa fecha acordo para ficar com participações da Cemig nas Transmineiras


A Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) celebrou um acordo para ficar com ativos que hoje pertencem à sua maior acionista, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Serão repassadas para a Taesa as participações detidas pela estatal mineira nas transmissoras Transleste, Transudeste e Transirapé, que em conjunto foram as Transmineiras.

Pela transferência, a Taesa pagará à Cemig R$ 76,71 milhões. Ainda pode ser pago um valor adicional de R$ 11,786 milhões, caso as Transmineiras tenham decisões favoráveis em processos judiciais que estão em curso.

O valor principal será corrigido pela variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e por 100% dos Depósitos Interfinanceiros (DI), a partir de 1º de janeiro de 2017. O valor adicional será corrigido pelo DI, também acumulado a partir de 1º de janeiro. Essa reestruturação ainda terá que ser aprovada pelos acionistas da Taesa em assembleia, e terá que passar pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos