Economia & Mercados
22/05/2020 09:29

Usiminas tem prejuízo líquido de R$ 424 milhões no 1º trimestre


A Usiminas reportou um prejuízo líquido de R$ 424 milhões no primeiro trimestre de 2020, revertendo o lucro líquido de R$ 76 milhões em igual período do ano passado. Os números foram divulgados nesta sexta-feira, 22, em balanço enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os resultados da empresa, entre outros fatores, foram comprometidos por variações no câmbio.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no critério ajustado foi de R$ 569 milhões no trimestre, uma elevação de 21,5% em relação ao quarto trimestre de 2019 e 17% superior ante igual período do ano passado.

A margem Ebitda ajustada foi de 15%, um ponto acima da de 14% em igual trimestre do ano anterior. Sem o ajuste, o Ebitda da empresa fechou em R$ 539 milhões no trimestre, alta de 14% na comparação com o mesmo período de 2019.

A receita líquida, por sua vez, foi de R$ 3,8 bilhões, inferior em 1,7% em relação ao quarto trimestre, mas alta de 8% na comparação com igual período do ano anterior.

As vendas de aço da Usiminas cresceram 4% no ano, para 1,048 milhões de toneladas. Já as vendas de minério subiram 17% no primeiro trimestre deste ano na comparação com igual período do ano passado, para 2,2 milhões de toneladas.

O resultado financeiro da Usiminas foi negativo no primeiro trimestre deste ano em R$ 858 milhões, contra um resultado positivo de R$ 154 milhões no quarto trimestre de 2019 e também negativo de R$ 136 milhões no primeiro trimestre de 2019. A queda, segundo a empresa, veio com "perdas cambiais de R$ 775 milhões no trimestre (ante ganhos cambiais de R$ 95 milhões no 4tri19) em função da desvalorização do real frente ao dólar no período em 29,0%".

A empresa também fez o reconhecimento de correção monetária sobre os créditos a receber da Eletrobras no quarto trimestre em R$ 189 milhões. Nos primeiros três meses deste ano não houve reconhecimento de tal correção.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos