Economia & Mercados
11/02/2020 22:13

Claro Brasil amplia lucro operacional em 2019


A Claro Brasil ampliou o faturamento e o lucro no País no ano passado, conforme balanço publicado nesta terça-feira, 11.

O lucro operacional medido pelo Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 13,969 bilhões em 2019, alta de 10,8% em relação a 2018. Nesse mesmo período, o faturamento atingiu R$ 35,897 bilhões, expansão de 1,8%.

A companhia atribuiu o crescimento do Ebitda à melhoria da rentabilidade dos negócios, com corte de custos por meio de iniciativas de ganho de eficiência operacional e digitalização de processos. A margem Ebitda cresceu 3,1 pontos porcentuais, chegando a 38,2% no fim de 2019.

Também houve um ganho na receita de serviços móveis, que subiu 12,5%, sustentada pelo maior uso de serviços de dados, áudio e vídeo. Por outro lado, a receita de serviços fixos baixou 2,5%.

A Claro Brasil atua no setor de internet, telefonia e TV por assinatura, englobando a Embratel e a antiga Net, marca que foi extinta no ano passado. A Claro Brasil pertence ao grupo mexicano América Móvil.

A Claro Brasil também divulgou seus números referentes ao quarto trimestre de 2019 e a comparação com o mesmo trimestre de 2018.

Nesse critério, o Ebitda somou R$ 3,598 bilhões, aumento de 10,7%. Já a receita líquida atingiu R$ 9,352 bilhões, avanço de 2,7%. No trimestre, a receita com serviços móveis teve um salto de 17,6%, enquanto a de serviços fixos caiu 3,6%.

Operacional

A Claro Brasil fechou 2019 com um total de 54,5 milhões de clientes de redes móveis. O grupo disse também ter registrado um recorde no volume de portabilidade numérica.

A base de planos pós-pagos teve crescimento de 17% em 2019, o que significa a adição de 4 milhões de clientes, chegando a 27,5 milhões. Com isso, alcançou 25% de participação de mercado.

Já a base de clientes do segmento pré-pago caiu para 27 milhões. Segundo a Claro, mesmo em um cenário de redução do número total de linhas ativas, o portfólio de pré-pago continua atraindo clientes qualificados, com crescimento do faturamento médio por usuário, e sendo uma importante fonte de migração de usuários para os planos do tipo "controle".

No ramo de serviços residenciais, a Claro adicionou 35,1 mil novos acessos banda larga no quarto trimestre de 2019, mantendo sua posição de líder nesse mercado.

As redes de banda larga via fibra ótica (tecnologia FTTH) alcançaram 68 novas cidades no ano. E o segmento de ultra banda larga, com conexões acima de 34 Mbps, a companhia chegou a 5,9 milhões de acessos, o equivalente a 47% de participação de mercado.

Contato: circe.bonatelli@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos