Economia & Mercados
14/09/2021 20:11

Bradespar aprova bonificação em ações e propõe redução de capital com entrega de ações da Vale


Por Marcia Furlan

São Paulo, 14/09/2021 - O conselho de administração da Bradespar aprovou um programa de bonificação em ações, por meio da capitalização de reserva de lucros, o que gerou um aumento do capital social de R$ 1,660 bilhão - de R$ 4,1 bilhões para R$ 5,76 bilhões.

Segundo fato relevante da companhia, serão emitidas 45.062.565 ações, sendo 15.818.449 ordinárias e 29.244.116 preferenciais, a serem distribuídas aos acionistas na proporção de 1,295 nova ação a cada 10 ações da mesma espécie, tendo como base os portadores dos papéis em 20 de setembro. As ações passam a ser negociadas ex-direitos a partir de 21 de setembro.

A Bradespar afirma que a bonificação tem o objetivo de aumentar a liquidez das ações por meio de uma quantidade maior em circulação, e ajustar as cotações, o que tornaria o preço mais atrativo e acessível a um maior número de investidores. As novas ações terão direito a dividendos e juros sobre capital próprio a partir da data da inclusão na posição dos acionistas.

O comunicado também informa que será convocada assembleia geral extraordinária no dia 15 de outubro para propor a redução do capital social dos R$ 5,76 bilhões para R$ 500,124 milhões, sem o cancelamento de ações.

Se aprovada, a redução será concretizada com a entrega de ações ordinárias da Vale aos acionistas da Bradespar, na proporção de suas participações societárias, sem distinção entre ordinárias e preferenciais, em quantidade que totalize os R$ 5,26 bilhões da redução do capital social. Segundo a companhia, o capital social atual é excessivo em relação às suas efetivas necessidades.

Será considerado o valor contábil das ações da Vale a ser apurado após a divulgação das demonstrações financeiras das duas companhias, em 30 de setembro. "Caberá ao conselho de administração da Bradespar determinar o número efetivo de ações da Vale que será entregue aos acionistas da companhia (cujo valor contábil seja igual ao da redução de capital), bem como o número de ações da Vale por ação que possuírem da Bradespar", diz o documento.

A empresa informa que se fossem consideradas as demonstrações financeiras de 30 de junho, a proporção estimada seria de 0,31390978 ação de emissão da Vale para cada ação de emissão da Bradespar.

O prazo para quem se opuser à operação será de 60 dias a partir de 16 de outubro e terão direito às ações de emissão da Vale os acionistas com posição em 16 de dezembro. A partir de 17 de dezembro deste ano, caso não haja oposição de credores, as ações passarão a ser negociadas ex-direito ao evento.

Contato: marcia.furlan@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos