Economia & Mercados
09/10/2023 10:14

Stone fará reestruturação de cargos de gestão, a maior da era Pedro Zinner


A Stone passará por uma reestruturação dos cargos de gestão, a maior desde que o atual presidente, Pedro Zinner, assumiu a empresa, em março deste ano. Na nova estrutura, a companhia terá três executivos cuidando da área de serviços financeiros, que reúne as maquininhas e os produtos bancários, sendo que um deles também será o responsável pela divisão de software, que entre outros, responde pela Linx. A expectativa é de que a nova estrutura acelere a integração entre os produtos.

No novo desenho, a área de serviços financeiros terá três executivos, cada um responsável por um segmento de cliente. Victor Lino estará à frente do segmento de microempreendedores, em que a Stone tem produtos como o Ton; Mateus Biselli cuidará de pequenas e médias empresas; e Sandro Bassili responderá pelas chamadas contas-chave, que englobam empresas de maior porte. Bassili será ainda o responsável pelo negócio de software. Os três se reportarão diretamente ao CEO.

"Sempre houve um questionamento grande no mercado sobre a falta de posicionamento da companhia em relação à integração entre software e plataforma financeira", disse Zinner a jornalistas. "Esse redesenho é o primeiro passo de uma integração fluida. Não dá para fazer um 'big bang'", afirmou o executivo.

A Stone comprou a Linx em 2020 por R$ 6,7 bilhões, e assumiu a empresa em meados de 2021. A mensagem ao mercado era a de que a credenciadora estava olhando para além das maquininhas, segmento em que a competição havia aumentado.

O contexto não ajudou: nos meses seguintes, a Stone se viu obrigada a paralisar as concessões de um produto de crédito com garantia em recebíveis futuros, diante dos problemas na implementação do balcão de recebíveis criado pelo Banco Central, que era uma das bases da operação. O foco foi em voltar aos trilhos nos serviços financeiros, e a integração da Linx andou mais devagar do que se esperava inicialmente.

"Lá atrás, a decisão, que foi correta, foi de não fazer a integração", disse Zinner. "Nada foi feito porque existia uma série de outras prioridades que, se não fosse atacadas, provavelmente a companhia não conseguiria se sair tão bem quanto se saiu no último um ano e meio."

Segundo Zinner, as mudanças refletem a evolução da Stone, que passou a ter uma série de produtos e vendê-los através de vários canais. "O Thiago Piau, antigo CEO fez a primeira mudança na companhia, e teve resultados excepcionais", afirmou. Após a virada da página mais conturbada da história da companhia, o foco do atual CEO é construir uma visão de longo prazo para a companhia.

Correlatas

A diretora de Estratégia, Lia Matos, que também assumirá o marketing, afirmou que a união das contas-chave e do software em uma única cadeira, a que será ocupada por Bassili, se deu pela ampla relação entre os dois segmentos. A Linx, afirma, tem uma presença grande no segmento de empresas de maior porte, embora não se restrinja a elas. "A Linx tem uma dominância grande em várias verticais segmentos do varejo justamente nesse meio da pirâmide, mais orientada para o cliente que é a pequena e média empresa maior."

Segundo ela, no segmento de postos de gasolina, o software da Linx já está na maquininha da Stone, resolvendo problemas com fraudes e conciliação de fluxos de caixa. "Queremos criar um modelo para replicar isso para várias verticais. O Sandro tem experiência em processos de integração, e vai nos ajudar a acelerar esse processo."

Com as mudanças, o atual diretor de Operações de Software, Gilsinei Hansen, passará a atuar consultor sênior da Stone pelo próximo ano. O diretor de Operações da plataforma de serviços financeiros, Caio Fiuza, deixará a companhia após seis anos.

Demais mudanças

A Stone fez ainda mudanças em outras posições de liderança, com novos postos e a chegada de novos executivos. Fabio Kapitanovas, que tem 23 anos de experiência e passou por funções operacionais na Kraft Heinz e na AB Inbev, será o diretor responsável por Operações, Serviços Compartilhados e Pessoas. Sua missão será a de coordenar os esforços operacionais da companhia.

Outra contratação é a de Carolina da Costa, que vai responder pelas áreas de impacto e sustentabilidade. A executiva tem mais de 22 anos de experiência nas áreas de educação, saúde e gestão de ativos, e foi vice-presidente de todos os cursos de graduação do Insper. Na Stone, vai atuar em iniciativas ligadas à educação de clientes e à inclusão financeira.

O atual chefe das equipes de produto, João Bernartt, também agregará a responsabilidade por Negócios e Inovação. O diretor de tecnologia, Marcus Fontoura, passará a responder diretamente a Zinner. Nos demais postos, não houve mudanças.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso