Política
09/07/2019 12:17

Líder da oposição avalia que governo não tem votos necessários para aprovar Previdência


Por Mariana Haubert, Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo

Brasília, 09/07/2019 - O líder da oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), afirmou nesta manhã que os partidos contrários à reforma da Previdência avaliam que o governo não tem os votos necessários para aprovar a proposta. Por isso, uma das estratégias do grupo poderá ser forçar o início da votação ainda hoje para testar o apoio que o texto tem.

Molon contou que, durante a reunião de líderes, o governo propôs que a oposição retirasse os seus requerimentos para que hoje a sessão fosse destinada a debates sobre a reforma, mas o grupo não aceitou. A oposição fará uma nova reunião para definir sua estratégia.

"O que percebemos claramente é que o governo não tem os votos para aprovar a matéria e, por isso, o próprio governo propõe jogar a votação para amanhã ou para a noite de hoje. Talvez acredite ainda na liberação de emendas para tentar chegar aos 308 votos, um expediente que já deveria ter sido extinto no Brasil, e pelo visto ainda não liberou todas as emendas", disse.

Segundo Molon, a avaliação da oposição é de que o governo está blefando e, se esse sentimento persistir, o grupo poderá desistir da obstrução e liberar o plenário para votar a proposta. "Daí vamos ver se o governo vai votar ou vai pedir o adiamento", afirmou.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos