Política
10/10/2018 20:09

Carlos Marun faz apelo para parlamentares votarem 'pelo menos' MP 840 na próxima semana


Brasília, 10/10/2018 - O ministro de Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou, na noite desta quarta-feira (10), que a produtividade do Congresso após o primeiro turno da eleição foi "frustrante", mas ponderou que é "compreensível" a demora na retomada das atividades esta semana porque o resultado do pleito "chocou muitos parlamentares". A Câmara registrou índice de renovação de 47,3%, enquanto no Senado as mudanças chegaram a 85%.

Três dias após o resultado, ainda não houve nenhuma votação no Plenário da Câmara esta semana, o que provocou a queda da medida provisória 836, que aumentava a carga tributária para as indústrias químicas. Sem deliberações, a próxima sessão do plenário só deve ocorrer a partir da próxima terça-feira (16).

Marun fez um apelo para que os deputados venham a Brasília e garantam quórum na próxima semana para "pelo menos" garantir a votação da MP 840, que cria 164 cargos comissionados destinados ao Ministério de Segurança Pública. A proposta vencerá na próxima quarta (17). "Estamos só há 48 horas de uma eleição atípica, mas confiamos no patriotismo dos parlamentares", disse Marun.

Senado
Em tom menos otimista, Marun nem sequer mencionou como prioridade o PLC 77/2018, que destrava o processo de privatização das distribuidoras da Eletrobras. Antes do primeiro turno das eleições, o Planalto considerava que a matéria fosse votada no primeiro esforço concentrado do Senado após o primeiro turno das eleições, ou seja, a partir desta terça-feira (9), mas a derrota nas urnas de alguns dos principais líderes do MDB pode atrapalhar os planos do governo do presidente Michel Temer.

Eleição
Sobre o segundo turno da eleição presidencial, Marun voltou a afirmar que o governo não vai se posicionar e disse que o MDB, seu partido, deve liberar os correligionários para optar entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). "O caminho será a liberação do MDB no segundo turno." (Julia Lindner e Tânia Monteiro)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos