Política
18/11/2020 20:15

Eleições 2020: Marina Helou (Rede) anuncia apoio a Boulos


Por Daniel Galvão

São Paulo, 18/11/2020 - A deputada estadual Marina Helou (Rede), candidata derrotada à Prefeitura de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira (18), em nota, apoio ao candidato Guilherme Boulos (Psol). Marina afirmou que o projeto de Boulos não só "resgata o compromisso com quem mais precisa, garantindo oportunidades iguais para paulistanos e paulistanas, como rompe com uma lógica de acordos e negociações prévias".

A Rede em São Paulo também anunciou, no Twitter, o apoio a Boulos. "Saudamos a cidade de São Paulo, por afastar o fundamentalismo e o bolsonarismo nessas eleições, levando ao 2º turno dois candidatos democratas. A Rede, após alinhamentos programáticos, escolheu apoiar @GuilhermeBoulos. Juntos, construiremos uma cidade mais justa e sustentável", publicou.

Marina disse que, para que recebesse a adesão, Boulos concordou em incorporar à proposta original da campanha os seguintes temas, considerados por ela fundamentais para a próxima gestão municipal: meio ambiente e saneamento básico; primeira infância transversal; negócios sociais; antirracismo e equidade de gênero; educação de qualidade com foco em aprendizagem; transparência e gestão com responsabilidade fiscal; descentralização do poder; participação na política, e diálogo amplo.

"Acredito que esta é a alternativa que melhor proporciona uma possibilidade de conectarmos a política com as pessoas pela esperança. Com inovação, juventude e uma construção limpa, sem amarras", disse, sobre a candidatura do Psol.

A deputada estadual da Rede de São Paulo, no entanto, afirmou acreditar que Boulos e o prefeito Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição, têm "projetos democráticos" porque se "afastam o autoritarismo e dos desvarios do governo federal, mostrando que se preocupam, realmente, com São Paulo". Marina admitiu que tem "respeito" pelos dois.

Mas a deputada estadual da Rede julga, no comunicado, que o PSDB "vem se distanciando de compromissos fundamentais como a transparência e o foco na criação de políticas públicas para quem mais precisa e do meio ambiente".

Segundo Marina, o partido também "deixa valores que são muito caros" a ela e à Rede, "como o da diversidade e, ainda pior, se aproximando do fisiologismo". "A escolha do arco de alianças e do vice da chapa, sintetizam nossas diferenças", admitiu, ao se referir, sem citar o nome, ao candidato a vice-prefeito de Covas, Ricardo Nunes (MDB), envolvido em suspeita de irregularidades no aluguel de creches conveniadas à Prefeitura. A deputada estadual não citou essas suspeitas.

Em relação às ideias do Psol, Marina esclareceu na nota que não é socialista e que acredita que a parceria com a iniciativa privada pode melhorar a administração pública, mas que optou por Boulos porque seu plano "rompe com um lógica de acordos e negociações prévias".

Contato: daniel.galvao@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos