Política
10/09/2019 11:20

Bolsonaro terá condições de comandar o País a partir de quinta-feira, diz porta-voz


Por Iander Porcella

São Paulo, 10/09/2019 - O presidente Jair Bolsonaro terá condições de comandar o País a partir de quinta-feira, 12, afirmou o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, nesta terça-feira, 10.

“O presidente, a partir de quinta-feira, estará novamente exercendo o cargo de chefe do poder executivo e estará em condições de liderar o País, mesmo daqui do hospital”, disse Rêgo Barros em coletiva de imprensa no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde o presidente Jair Bolsonaro se recupera de uma cirurgia realizada no domingo para correção de uma hérnia incisional.

Ontem, o presidente postou um vídeo em suas redes sociais em que afirmava que hoje voltaria ao batente. Segundo o porta-voz, isso quer dizer que Bolsonaro manterá interlocução com ministros e com o presidente em exercício, general Hamilton Mourão. Rêgo Barros disse que Mourão segue exercendo o cargo como interino até, pelo menos, quinta-feira. “A partir da quinta-feira, a junta médica e o presidente decidirão sobre isso”, afirmou.

Boletim Médico

Minutos antes da coletiva de imprensa, que ocorreu às 10h30, a equipe do hospital que acompanha o presidente divulgou um boletim médico. Segundo o documento, o presidente encontra-se em “contínua melhora” e permanecerá com dieta líquida à base de chá, gelatina, água e caldo ralo. Não há previsão de alta e as visitas continuam restritas.

Durante a coletiva, o diretor-médico do Hospital Vila Nova Star, Antônio Antonietto disse que não há pressa para que o presidente volte com a alimentação normal. “Está completamente dentro do previsto. Por enquanto mantém a dieta líquida, que é o melhor neste momento”, afirmou. Antonietto também disse que Bolsonaro será submetido a medidas de prevenção de trombose venosa profunda, e que o procedimento é protocolar e comum.

Caminhadas

O porta-voz, Otávio do Rêgo Barros, disse que o presidente Jair Bolsonaro deverá realizar uma caminhada matinal pelo corredor do hospital ainda nesta manhã. Também há previsão de que Bolsonaro caminhe à tarde. As caminhadas fazem parte da fisioterapia motora autorizada ontem pelos médicos. Hoje, o presidente também tomou banho de chuveiro pela primeira vez desde que está internado.

Segundo o porta-voz, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC), do Rio, filho do presidente, estão em São Paulo como acompanhantes e dormem no hospital. Já o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) fazem visitas ao pai.

O procedimento cirúrgico a que o presidente foi submetido no domingo é o quarto após ele ter sido esfaqueado há um ano, durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG).

Contato: iander.porcella@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos