Política
13/03/2019 11:17

Posição sobre legalizar aborto foi um dos temas que gerou demissão de Ilona Szabó, disse Bolsonaro


Brasília, 13/03/2019 - O presidente Jair Bolsonaro justificou o pedido para que o ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro, demitisse a cientista política e especialista em segurança pública Ilona Szabó por posicionamentos "incompatíveis com o governo", entre eles a legalização do aborto. Em fevereiro, Ilona foi exonerada do posto de membro suplente do Conselho de Política Criminal e Penitenciária um dia após ter sido nomeada por Moro.

De acordo com Carlos Alberto Di Franco, colunista do jornal O Estado de S. Paulo que participou de café da manhã para jornalistas no Palácio do Planalto, Bolsonaro afirmou que deu carta branca aos ministros para nomeações, mas que possui "poder de veto" em determinados casos.

A jornalistas, Bolsonaro disse ainda que o problema fundamental no caso de Ilona foram suas posições em relação a temas que poderiam gerar problemas para ele com a base aliada. Para o presidente, o fato da cientista política defender a legalização do aborto, por exemplo, poderia criar "ruído" no Legislativo. Bolsonaro afirmou que teve uma conversa "tranquila" com Moro sobre o assunto e que ele compreendeu a questão. (Julia Lindner)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos