Política
30/11/2017 08:47

Polícia e Forças Armadas fazem operação em comunidades do Rio


São Paulo, 30/11/2017 - As Polícias Federal e Militar, com o apoio de 1.500 homens das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) realizam, desde a 5h desta quinta-feira, 30, uma operação nas comunidades Vila Joaniza e Barbantes, na Ilha do Governador, zona norte do Rio.

Segundo informações da Polícia Militar, algumas ruas da região estão interditadas e o espaço aéreo está controlado, com restrições dinâmicas para aeronaves civis. Não há interferência nas operações dos aeroportos.

De acordo com o Coronel Roberto Itamar, porta-voz do Comando Militar do Leste, esta operação nas comunidades está sendo feita após ações criminosas realizadas na região no último fim de semana.

"As Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco nas comunidades e baseadas em pontos estratégicos. A operação requer identificação e revista dos moradores, o que causa muitas vezes um desconforto, mas este protocolo é necessário para aumentar a segurança no local", explica o Coronel.

Segundo o porta-voz do CML, esse cerco faz parte do Plano Nacional de Segurança para combater o crime organizado no Estado.

No sábado, 25, traficantes da favela Vila Joaniza expulsaram policiais do Posto de Policiamento da comunidade. Segundo a polícia, criminosos picharam e depredaram o posto policial, como uma espécie de vingança, já que a PM teria impedido a realização de um baile funk no local. (Ana Paula Niederauer)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos