Política
11/10/2018 19:25

Bolsonaro: É possível haver no ministério gays, mulheres e afrodescendentes


São Paulo, 11/10/2018 - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou há pouco em entrevista à rádio CBN que pode indicar para o ministério de um eventual governo dele "gays, mulheres e afrodescendentes". A resposta foi a uma pergunta sobre a participação feminina em cargos do Executivo caso de ele ser eleito presidente.

"O que nós temos é que um homem vai estar no ministério, na Defesa. O resto podem ter gays, mulheres e afrodescendentes", afirmou.

Mais cedo, Bolsonaro disso em evento com militantes que, se for eleito, vai indicar o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-SP) para a Casa Civil, Paulo Guedes para a Fazenda e Planejamento e General Augusto Heleno para a Defesa.

Na entrevista, após a declaração sobre a participação feminina, Bolsonaro disse que vai deixar para depois a questão dos outros ministérios.

O candidato também voltou a negar que defenda a diferença salarial entre homens e mulheres. Para ele, o mercado é quem deve decidir esta questão. (Mateus Fagundes - mateus.fagundes@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos