Política
06/12/2017 15:36

Lula: é vergonha País ter sido último na AL em fim da escravidão, Independência e voto feminino


Campos dos Goytacazes, Rio, 6/12/2017 - As questões de gênero e raça ganharam espaço no discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, virtual candidato a presidente em 2018, no segundo dia da caravana no Rio. "O Brasil foi o último País da América Latina a abolir a escravidão, a se tornar independente, a dar voto às mulheres, a ter uma universidade. É uma vergonha", discursou ele no Instituto Federal Fluminense, em Campos dos Goytacazes.

Ao falar sobre a importância do investimento em educação para o desenvolvimento do país, Lula também destacou a questão da mulher: "Uma mulher com educação tem mais do que uma oportunidade de estudar, de crescer. Ela tem garantida também a sua independência", disse.

E continuou, citando a violência doméstica: "Tem muita mulher que vive apanhando do marido porque depende do cara pra comer. E não é só pobre não, rico também. Agora, uma mulher independente, que enche o saco do cara, abre a porta e manda ele embora". Lula lembrou da importância da Lei Maria da Penha, que sancionou durante seu governo. "O safado que bater numa mulher tem que pagar, para isso fizemos a lei. A mão é pra trabalhar e fazer carinho, não pra bater em mulher."

Ainda defendendo a importância do investimento em educação, Lula destacou o ingresso crescente dos negros nas universidades públicas: "Temos que parar com esse complexo de vira-lata; temos que ter orgulho da nossa raça; da cor do nosso povo. Dos africanos, dos índios, dos europeus, da nossa miscigenação", pregou. (Roberta Jansen)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos