PR Newswire Economia
14/10/2021 15:10

Resultados preliminares de um estudo pioneiro de combinação na Argentina com mais de 1.000 participantes confirmam que a vacina de dose única Sputnik Light (primeiro componente da vacina Sputnik V) é um reforço universal e eficaz para vacinas produzi


Resultados preliminares de um estudo pioneiro de combinação na Argentina com mais de 1.000 participantes confirmam que a vacina de dose única Sputnik Light (primeiro componente da vacina Sputnik V) é um reforço universal e eficaz para vacinas produzidas pela AstraZeneca, Sinopharm, Moderna e Cansino, induzindo forte resposta imune e mostrando alto perfil de segurança. A combinação das vacinas AstraZeneca e Sputnik Light mostram altos resultados de imunogenicidade.

PR Newswire

  • Sputnik Light é o primeiro componente da vacina Sputnik V, a primeira vacina registrada do mundo contra coronavírus. Sputnik V foi pioneira na abordagem heterogênea de reforço (um "coquetel de vacina" usando o sorotipo 26 do adenovírus humano como o primeiro componente e sorotipo de adenovírus humano 5 como segundo componente). Essa abordagem agora também é estudada e seguida por outros fabricantes de vacinas através da abordagem mix&match ("coquetel de vacina").
  • Cada combinação de "coquetel de vacina" com a Sputnik Light forneceu maior nível de anticorpos no 14º dia após a administração da segunda dose em comparação com regimes originais homogêneos (mesma vacina da primeira e segunda doses) de cada uma das vacinas.
  • Os dados também demonstraram alto perfil de segurança do uso da Sputnik Light em combinações com todas as outras vacinas sem eventos adversos graves após a vacinação em quaisquer combinações.
  • O estudo fornece as evidências científicas mais fortes até o momento reforçando a abordagem mix&match com 5 vacinas envolvidas.
  • A combinação AstraZeneca-Sputnik Light já havia mostrado grandes resultados de imunogenicidade e segurança no Azerbaijão e agora na Argentina. A combinação AstraZeneca-Sputnik Light mostrou níveis de imunogenicidade mais elevados do que a vacina original AstraZeneca.

MOSCOU, 14 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia os resultados preliminares do estudo na Argentina sobre regimes de combinação heterogênea com a Sputnik Light (primeiro componente da vacina russa Sputnik V contra o coronavírus) e as vacinas produzidas pela AstraZeneca, Sinopharm, Moderna e Cansino. O estudo é co-patrocinado pelo Ministério da Saúde da Argentina e pelo RDIF.


A vacina Sputnik Light é baseada no sorotipo 26 do adenovírus humano, o primeiro componente da Sputnik V. Os resultados preliminares do estudo na Argentina são baseados em dados de 1.102 voluntários e 12 combinações com várias vacinas. O desenho geral do estudo incluirá 2.800 indivíduos ? 560 em cada uma das 5 províncias da Argentina: Cidade e Província de Buenos Aires, além de Córdoba, La Rioja e San Luis.


A abordagem de reforço heterogêneo (um "coquetel de vacinas" usando o sorotipo 26 do adenovírus humano como o primeiro componente e sorotipo de adenovírus humano 5 como segundo componente) foi pioneira pela primeira vacina registrada do mundo contra coronavírus - Sputnik V. Esta abordagem foi comprovadamente bem sucedida na criação de uma imunidade mais longa e mais durável contra o coronavírus. O RDIF assumiu a liderança no início de parcerias em todo o mundo para realizar estudos conjuntos sobre a combinação da Sputnik Light com vacinas de outros fabricantes.


A primeira parceria desse tipo foi concluída em dezembro de 2020 com a AstraZeneca, com o objetivo de cooperação na realização de ensaios clínicos conjuntos de segurança e imunogenicidade de uma combinação da vacina AstraZeneca e o primeiro componente da Sputnik V.

Principais resultados preliminares do estudo na Argentina:

  • A vacina de dose única Sputnik Light é um eficaz reforço universal para vacinas produzidas pela AstraZeneca, Sinopharm, Moderna e Cansino. Cada combinação de "coquetel de vacina" com a Sputnik Light forneceu maior nível de anticorpos no 14º dia após a administração da segunda dose em comparação com regimes originais homogêneos (mesma vacina da primeira e segunda doses) de cada uma das vacinas;
  • Os dados também demonstraram alto perfil de segurança do uso da Sputnik Light em combinações com todas as outras vacinas sem eventos adversos graves após a vacinação em quaisquer combinações;
  • O estudo fornece as evidências científicas mais fortes até o momento, reforçando a abordagem mix&match com as 5 vacinas envolvidas.

Sputnik Light, de dose única, é uma vacina altamente eficaz quando usada tanto em base autônoma quanto aplicada como reforço. As últimas descobertas do Centro Gamaleya com base em dados de 28.000 indivíduos em Moscou demonstraram que a vacina Sputnik Light administrada sozinha tem 70% de eficácia contra a infecção da variante Delta do coronavírus durante os primeiros três meses após a vacinação. A vacina é 75% eficaz entre os indivíduos com menos de 60 anos.


A eficácia da Sputnik Light, de dose única, como um reforço contra a variante Delta para outras vacinas será próxima da eficácia contra a variante Delta da vacina Sputnik V: mais de 83% contra infecção e mais de 94% contra a internação.


A Sputnik Light demonstrou uma eficácia superior em comparação com algumas vacinas de duas doses, que mostraram um grande declínio na eficácia contra a variante Delta para menos de 50% cinco meses após a injeção. O uso autônomo da Sputnik Light também proporciona eficácia muito maior contra doenças graves e internações.


A Sputnik Light provou ser segura e altamente eficaz com base em dados de vacinação do mundo real. Em particular, a vacina demonstrou eficácia entre 78,6-83,7% entre os idosos, conforme confirmado pelo Ministério da Saúde de Buenos Aires, Argentina. O Ministério da Saúde do Paraguai também concluiu que a Sputnik Light é 93,5% eficaz durante a campanha de vacinação em curso no país.


Estudos de combinação entre a vacina AstraZeneca e a Sputnik Light em outros países.


Além da Argentina, estudos clínicos conjuntos entre a Sputnik Light e a AstraZeneca estão em andamento com sucesso em vários países (Rússia, Azerbaijão, Emirados Árabes Unidos), demonstrando o alto perfil de segurança e imunogenicidade da combinação.


A combinação AstraZeneca/Sputnik Light mostra níveis de imunogenicidade mais elevados do que a vacina original AstraZeneca.


Kirill Dmitriev, CEO do Fundo russo de Investimento Direto (RDIF), disse:


"Resultados preliminares positivos da Argentina confirmam que a vacina de dose única Sputnik Light é um reforço universal para todas as vacinas envolvidas no estudo. É uma solução segura e altamente eficaz contra o COVID e suas novas variantes, incluindo a variante Delta. Continuamos recebendo dados fortes de todo o mundo sobre vacinação com a Sputnik Light e estudos mix&match, e o RDIF reitera sua disposição de estender parcerias com outros produtores sobre combinações de vacinas."

Principais vantagens da Sputnik Light:

  • Sputnik Light é o primeiro componente (sorotipo humano recombinante número 26 (rAd26)) da Sputnik V ? a primeira vacina registrada no mundo contra coronavírus.
  • Um nível de eficácia de quase 80% é maior do que o de muitas vacinas de duas doses.
  • A Sputnik Light tem se mostrado eficaz contra todas as novas cepas de coronavírus, como demonstrado pelo Centro Gamaleya durante testes laboratoriais.
  • A vacina Sputnik Light é baseada em uma plataforma vetorial humana bem estudada que provou ser segura e eficaz, sem efeitos colaterais de longo prazo, como confirmado em mais de 250 ensaios clínicos realizados globalmente nas últimas duas décadas (enquanto o histórico de uso de adenovírus humanos no desenvolvimento de vacinas começou em 1953).

O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) é o fundo soberano da Rússia criado em 2011 para fazer co-investimentos de capital próprio, principalmente na Rússia, ao lado de investidores financeiros e estratégicos internacionais respeitáveis. A RDIF atua como um catalisador para o investimento direto na economia russa. A empresa de gestão da RDIF está sediada em Moscou. Atualmente, a RDIF tem experiência na implementação conjunta bem-sucedida de mais de 80 projetos com parceiros estrangeiros totalizando rub 2. 1tn e cobrindo 95% das regiões da Federação Russa. As empresas de portfólio RDIF empregam mais de 1  milhão  de pessoas e geram receitas que equivalem a mais de 6% do PIB russo. A RDIF estabeleceu parcerias estratégicas conjuntas com os principais co-investidores internacionais de mais de 18 países que totalizam mais de US$ 40 bilhões. Mais informações podem ser encontradas em rdif.ru


FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos