PR Newswire Internacional
12/12/2019 11:38

Sociedade Brasileira de Reumatologia Alerta População de que Dor nas Costas Pode ser Sinal de Doença Reumática Incapacitante


Sociedade Brasileira de Reumatologia Alerta População de que Dor nas Costas Pode ser Sinal de Doença Reumática Incapacitante

PR Newswire

  • Especialistas da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) estarão conversando com a população para tirar dúvidas sobre dor lombar.
  • Ação, desenvolvida em parceria com Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e biofarmacêutica AbbVie, tem por objetivo alertar as pessoas que dor nas costas pode indicar a necessidade de avaliação de um especialista e ser mais do que um simples mau jeito.
  • Cerca de 80% das pessoas têm dor lombar pelo menos uma vez na vida. Embora as dores provocadas por causas simples, como entorses ou estiramentos musculares, sejam mais frequentes, este pode ser o primeiro (as vezes único) sintoma de uma doença reumatológica crônica.1
  • As doenças reumáticas crônicas podem ser graves e incapacitantes quando não tratadas desde o início.


SÃO PAULO, 12 de dezembro de 2019 /PRNewswire/ -- Na sexta-feira, 13, das 10h às 16h, em frente ao prédio da FIESP (Av. Paulista 1313), a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) estará de plantão, para alertar  a população que a dor nas costas pode ser  provocada por  doenças reumáticas crônicas. A ação é desenvolvida em parceria com a FIESP e biofarmacêutica AbbVie. Durante a ação, será distribuído material informativo sobre dor nas costas, seus sinais e sintomas.


A dor nas costas afeta a população de todo o mundo, de qualquer idade, homens e mulheres indistintamente,  sendo a segunda causa mais comum de consultas médicas gerais, só perdendo para o resfriado comum.  Entre 65% e 80% da população mundial desenvolve dor na coluna em alguma etapa de suas vidas mas, na maioria dos casos, há resolução espontânea. Mais de 50%  dos pacientes melhora após 1 semana e  90%  após 8 semanas.1


"Em pessoas jovens,  a dor nas costas pode  ser o primeiro sintoma de uma doença reumática como espondilite anquilosante, doença reumática altamente incapacitante", alerta Dr. Ari Halpern, coordenador da Comissão Científica da SBR em Coluna Vertebral.  A dor lombar também é uma das principais causas de incapacidade física do idoso. "Embora seja um sintoma frequente com o envelhecimento, o surgimento de dor  e, principalmente, a perda de mobilidade não deve ser vista como normal da idade. Existem várias causas que podem contribuir para este quadro e que podem ser revertidas com tratamento adequado".


Diferentemente da dor nas costas causada por lesão muscular ou "mau jeito", na espondilite a dor piora com o repouso e melhora com a movimentação. Se não tratada, pode provocar a fusão das vértebras e  a diminuição da mobilidade da coluna, bem como afetar outras articulações. Alguns pacientes também desenvolvem inflamação ocular e acometimento de outros órgãos. "No entanto, existem tratamentos altamente eficientes para bloquear a doença, não só tratando a dor mas evitando as complicações e sequelas que podem ocorrer sem um tratamento adequado", explica dr. Halpern.


A espondilite anquilosante é uma doença inflamatória crônica, que afeta as articulações principalmente da coluna, quadril, joelhos e ombros, acometendo mais homens do que mulheres, a partir do final da adolescência até 40 anos de idade. Dor nas costas durante a noite e dor lombar persistente (por mais três meses são alguns dos principais sintomas.  Não tratada, pode levar à incapacidade física.


Teste de Sintomas ? Durante o plantão da SBR em frente à FIESP, será distribuído folheto com questionário simples sobre a dor nas costas persistente (há mais de três meses).  Se, em cinco questões, a pessoa responder quatro "sim", é recomendado que converse com um reumatologista, para um exame detalhado. As questões:

  1. Sua dor nas costas começou antes dos 40 anos de idade?
  2. Sua dor nas costas aumentou com o tempo, gradualmente?
  3. Sua dor nas costas diminui com exercícios físicos?
  4. Você sente que o repouso (dormir) não melhora sua dor nas costas?
  5. Você sofre de dor nas costas durante a noite e percebe que melhora após levantar?


Alguns sintomas associados à dor nas costas também indicam a necessidade de consulta com especialista, tais como febre, perda de peso, dor pior à noite e que atrapalha o sono; uso frequente de cortisona, idosos com dor lombar nova ou recente, pessoas com diagnóstico nos últimos 5 anos de câncer; pessoas com dor nas costas manifestada depois de infecção ou procedimento cirúrgico e pessoas com osteoporose.


Para mais informações sobre doenças reumáticas, acesse www.reumatologia.org.br


1 https://www.reumatologia.org.br/doencas-reumaticas/lombalgia/ Acessado em dezembro de 2019.


FONTE Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR)

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos