Releases
23/10/2017 12:19

Reforma Protestante - 500 anos Qual o papel social da Igreja nos dias de hoje?


(DINO - 23 out, 2017) - A Rua Barão de Itapetinga será palco da Rua Cidadã, mutirão social realizado pela Rede Social do Centro, no dia 31 de outubro, das 14h às 18h. O evento vai oferecer diversos atendimentos, todos gratuitos, e contará com a ajuda de mais de 300 voluntários de todas as áreas, que prestarão assistência às pessoas em vulnerabilidade social e à comunidade local.

A ação tem como principal meta envolver a cidade com as questões sociais, promover a igualdade, combater o preconceito, além de prestar serviços gratuitos às pessoas em situação de rua, marginalizadas pela sociedade e descritas como "invisíveis".

Em homenagem aos 500 anos da Reforma Protestante, das 19h às 21h, a Rede Social do Centro vai debater a importância de um Estado laico e democrático através de uma encenação teatral com o ator Felipe Folgosi, caracterizado como Martinho Lutero, figura central do movimento reformista cristão.

"A Reforma Protestante deu início a liberdade de crença religiosa que temos hoje, despertando em nós o dever de, através da fé, promover a sensibilização da sociedade para as injustiças do mundo. O cristianismo é supra religioso e deve extrapolar os limites do culto-domingo-templo e discutir amplamente a pauta social na cidade e no país. Num momento em que o mundo flerta com o autoritarismo e presencia uma forte onda de violência física, verbal e até mesmo virtual, precisamos questionar qual o papel da Igreja e sua influencia na sociedade como um todo", destaca Daniel Checchio, coordenador da Rede Social do Centro.

"A Rede Social do Centro é plural, apartidária, com parceiros de diversas religiões, mas converge na ideia que o Estado parcialmente laico fere gravemente o que consideramos Estado Democrático de Direito", finaliza Checchio.

No dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero fixou nas portas da Igreja de Wittenberg, na Alemanha, as 95 teses contra a venda de indulgências. A data marca o início da Reforma Protestante e de um novo momento na história da humanidade.

O mutirão vai oferecer uma série de serviços gratuitos à população em situação de rua, aos moradores da região e às pessoas que circulam pelo centro. A ação terá atendimento ambulatorial, exames preventivos de saúde, corte de cabelo, atividades lúdicas com crianças, orientação jurídica por parte da Coordenadoria de Assistência Social da OAB.

Duas tendas farão o apoio às famílias. Uma delas será de acolhimento para familiares e dependentes de drogas que buscam atendimento e vagas para internação. Em outra tenda, profissionais e conselheiros vão orientar sobre o combate e enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes, com disponibilização de cartilhas e encaminhamento de denúncias.

Por que no centro? Quarta maior aglomeração urbana e 10.º maior PIB do planeta, paradoxalmente São Paulo tem, de acordo com o Censo da População em Situação de Rua, pouco mais de 22 mil pessoas estão nessas condições, sendo que mais de 55% encontram-se no centro.

O fato de o mutirão acontecer no centro da capital paulista é, portanto, emblemático. Afinal, apesar da pujança econômica e da importância da região na geração de emprego e renda para a cidade, o centro concentra grande contingente de moradores de rua.

A Rede Social do Centro nasceu em 2010, a partir da articulação da sociedade civil organizada em diversos bairros da região central em torno da necessidade de suprir a alta demanda da questão social da cidade. A iniciativa tem como principal objetivo, incluir socialmente a população, em situação de rua, que circula pelo centro e oferecer serviços para a comunidade local em ações integradas. Em cinco anos de atividades, o projeto já fez mais de 450 mil atendimentos à população do centro da capital paulista.

Parceiros:
OAB, Abph - Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite, Cruz Vermelha, Missões Cristas, CVV Centro de Valorização da Vida, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Bem Estar Social, Programa Recomeço Família, COED, Pavs - Programa de Ambientes Verdes e Saudáveis, SUVIS - Supervisão de Vigilância Sanitária, Consultório de Rua, Teruya, Programa Redenção, Sindicato dos Comerciários, CDL Santa Ifigênia, OAB, Sociedade Bíblica do Brasil, CDL Santa Ifigênia, APFEL, SAEC, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura do Município de São Paulo.

SERVIÇO:
Data: 31/08 - terça-feira
Horário de atendimento: das 14 às 18 horas
Local: Rua Barão de Itapetinga (da esquina da Avenida Ipiranga até a Rua Conselheiro Crispiniano)
Atendimentos gratuitos


Website: http://www.redesocialdocentro.com.br

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: