Releases
16/05/2018 19:58

FNC recebe importantes prêmios de sustentabilidade e qualidade da indústria cafeeira


BOGOTÁ, Colômbia, May 16, 2018 (GLOBE NEWSWIRE) -- Nas últimas semanas, a Federação Nacional de Cafeicultores Colombianos (FNC, em espanhol) recebeu importantes prêmios de sustentabilidade e qualidade dos principais atores da indústria cafeeira global, como a Aliança das Florestas Tropicais, o Instituto de Qualidade do Café (CQI) e a Associação de Cafés Especiais (SCA).


Na semana passada, no dia 9 de maio, a FNC recebeu um dos Prêmios de Normalização de Sustentabilidade da Aliança das Florestas Tropicais por seu excepcional comprometimento com a sustentabilidade, melhorando a vida de cafeicultores e conservando as florestas.

Desde sua criação em 1927, a FNC tem trabalhado para melhorar a qualidade de vida das mais de 540.000 famílias cafeicultoras que representa atualmente. Para os cafeicultores colombianos, a sustentabilidade está intimamente ligada à sua razão de ser. Tanto que mais de 236.000 cafeicultores colombianos atendem aos padrões de sustentabilidade, e em 2027, quando a FNC completar 100 anos, desejamos tornar todo o café colombiano sustentável, disse o CEO da FNC Roberto Vélez, ao receber o reconhecimento em nome dos cafeicultores colombianos.

Os indivíduos, as comunidades e as empresas que destacamos estão trabalhando para lidar com os significativos desafios relacionados à mudança climática, pobreza rural e perda de biodiversidade. Seu trabalho resultou em mudanças reais no solo e está ajudando a melhorar as condições para agricultores e comunidades, disse Han de Groot, CEO da Aliança das Florestas Tropicais.

Medalha de Mérito em Liderança do CQI de 2018

Em 21 de abril, em Seattle, durante seu almoço comemorativo anual, o Instituto de Qualidade do Café (CQI) concedeu sua Medalha de Mérito em Liderança de 2018, na categoria corporativa, à FNC, reconhecendo seu comprometimento de mais de 90 anos para melhorar a subsistência de agricultores, fomentando a sustentabilidade e aumentando a qualidade do café, ajudando a fortalecer o setor cafeicultor colombiano como um todo.

Graças, em grande parte, ao trabalho da FNC, qualidade e sustentabilidade não são tendências recentes para os cafeicultores colombianos, disse o Diretor Executivo do CQI, David Roche. Elas têm sido prioridade por mais de 90 anos, além de ser um diferencial, agregando valor e estando na vanguarda em práticas econômicas, sociais e ambientais.

Nós recebemos esse reconhecimento com dupla gratidão: em primeiro lugar, pelo prestígio do CQI na indústria cafeeira e, em segundo lugar, porque ele vem em um momento crucial, quando redobramos esforços para aumentar a sustentabilidade dos cafeicultores não só na Colômbia, mas no mundo, com uma abordagem de responsabilidade compartilhada de todos os atores da cadeia, disse Vélez, CEO da FNC, em nome dos produtores colombianos.

O CQI reconheceu que a FNC assumiu importantes iniciativas e tomou medidas visionárias para fortalecer o setor cafeeiro colombiano. Os programas da FNC também ajudam os agricultores a se prepararem para os desafios futuros, incluindo a adaptação à mudança climática, fomentando um cultivo sustentável do café e estimulando a continuidade geracional, destacou o CQI.

Manos al Agua recebe o Prêmio de Sustentabilidade da SCA

Em 19 de abril, também em Seattle, o Projeto Manos al Agua, implementado pela FNC como parte de uma parceria público-privada, recebeu o Prêmio de Sustentabilidade da Associação de Cafés Especiais (SCA) de 2018, o mais importante da sua categoria, graças aos resultados alcançados na categoria de Projetos Sustentáveis.

O prêmio foi conquistado graças à importância e aos resultados do Manos al Agua (incluindo a instalação de sistemas de economia e tratamento de água nas fazendas), como um projeto inovador para gerenciamento de recursos de água integrado em bacias hidrográficas de café, um modelo replicável para o desenvolvimento rural sustentável na Colômbia.

O Prêmio de Sustentabilidade da SCA é concedido desde 2004 a empresas e organizações que criam e implementam projetos ou modelos de negócio inovadores para expandir e promover a sustentabilidade do café no mundo, ao mesmo tempo em que inspira outras a dar início a iniciativas semelhantes.

O Manos al Agua é um projeto holístico, um dos mais bem-sucedidos das instituições cafeeiras colombianas, observou Vélez, CEO da FNC.

Com uma parceria público-privada de 5 anos, o Projeto começou em 2013 e é composto pela FNC, a Agência de Cooperação Holandesa e as empresas privadas Nestlé e Nespresso; o Centro de Pesquisa do Café Colombiano (Cenicafé) e a Universidade de Washington como parceiros científico-acadêmicos, além da Agência Presidencial Colombiana de Cooperação Internacional (APC-Colombia).

Informações de contato:
Assessoria de Imprensa da FNC
(57+1) 3136600 Ramal 1790
martha.sanchez@cafedecolombia.com


Primary Logo

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos