Releases
16/09/2019 16:56

A nova brecha das agências digitais chega com força no Brasil


São Caetano do Sul - SP--(DINO - 16 set, 2019) -
primeiro website foi desenvolvido no Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN), e foi publicado no dia 6 de agosto de 1991 com o objetivo de conectar computadores pessoais e físicos dos CERN. Porém, apenas muitos anos depois os websites tornaram-se comerciais.


Voltando no tempo, mais especificamente para meados de 2005, há o começo do grande BOOM do mercado de sites no Brasil, garantindo um espaço no universo online para incontáveis negócios e empresas.


Foi um período onde, como em qualquer novo modelo que se estabelece em um mercado, exigiu-se um processo de “conscientização dessa nova necessidade”. Afirma o publicitário Natanael Oliveira.


Iniciou-se aí o movimento das empresas de “venderem” a necessidade de todo negócio ter um site e dessa visão de futuro para a esse novo canal de comunicação de empresas.


De 2005 a 2019, segundo narra o especialista Natanael Oliveira, pode-se ver do ápice ao declínio desse mercado de criação de sites. E assim como os momentos que antecederam o boom dos sites no início dos 2000, diversos elementos do mercado apontam que a nova brecha para agências digitais assume o mesmo trajeto feito pela brecha dos sites no passado.


Segundo Natanael Oliveira, CEO da Marketing com Digital e da Norte Americana Make Sales Daily, esse é o momento para as agências digitais “beberem água limpa” nessa nova fonte do mercado.


Oliveira arrisca dizer: “Essa é a brecha mais lucrativa de todas”


Morando atualmente nos Estados Unidos, Oliveira diz que essa nova estratégia de atender as empresas com foco em Copywriting é usada em grande escala por agências americanas, e empenha-se em levar as novas oportunidades para seus alunos brasileiros, tanto no Brasil quanto ao redor do mundo.


Ele ressalta a importância do mercado brasileiro aproveitar essa “nova onda”, pois, segundo ele, ela durará no máximo até 2021. 


“Essas são conclusões firmadas através de constantes análises desse mercado. Então, acredito fortemente que, assim como em outras brechas e “boom’s” de mercado, não será diferente com o modelo das agências de copy.” Acrescenta Natanael Oliveira.


Recentemente, Oliveira resgatou uma previsão que fez em 2018 sobre a queda do engajamento do Instagram que vimos acontecer há poucos meses por conta das mudanças de algoritmo da plataforma.


Segundo ele, quase tudo tem a ver com observar os movimentos de mercado que acontecem nos Estados Unidos. Cedo ou tarde vemos o mesmo movimento acontecer no Brasil.


Esse “déjà vu previsível” acontece sempre da mesma maneira, mudando apenas referencial geográfico.


“É apenas esperar para ver ou manter-se preparado. Se aconteceu nos EUA, vai acontecer no Brasil. Essa é uma matemática quase exata entre o mercado brasileiro e americano.”


Oliveira ainda brinca que caso perca a oportunidade de aproveitar uma brecha que se inicia, e o ápice do seu “BOOM”, o ciclo irá iniciar novamente com uma nova “onda”. Porém, até que esse “novo” se firme, será um momento de aguardar a abertura para um caminho ainda desconhecido.


Atualmente Oliveira atende empresas brasileiras e americanas criando o que ele chama de “Copy Mestre”, onde centra-se em definir todo o discurso e ações de venda de seus clientes para, no mínimo, os próximos 6 meses, criando assim uma base sólida de ações baseadas em copywriting.


Mantendo o discurso afiado e entrando na mente do público, essa técnica visa acabar com o desperdício de tempo e dinheiro das empresas. Como resultado final, essas empresas terão clientes muito mais qualificados para dar próximos passos em seus mercados.


Para levar esse conhecimento com mais profundidade aos seus alunos e seguidores, Oliveira escreveu um livro com o Tema: Agência de Copy. 


Ele diz ter como propósito de vida ajudar o maior número de pessoas a vender todos os dias através da internet.


Depois de testar no seu próprio negócio e ter resultados surpreendentes, Natanael Oliveira já ajudou centenas de empresas na criação e implementação de estratégias para vender todos os dias que já geraram milhões de reais nos últimos anos.


Apesar de não falar de valores de investimento, sabe-se que um projeto de “Copy Mestre” assinado por Oliveira chega próximo ao valor de um carro popular. Esses são chamados no mercado de modelos de high ticket ou mercado de produtos mais caros, que ele igualmente aborda em seus treinamentos e grupos de negócio frequentemente.


Oliveira quer propagar essa nova estratégia adquirida nos EUA, que no momento está em ascensão no mercado americano e apenas engatinhando nas terras tupiniquins.


Por isso Natanael Oliveira reforça a importância da “Copy Mestre” como discurso único de uma empresa, desempenhando o papel de uma estrutura de mensagem única, coerente e refinada que consolida o posicionamento único de uma empresa em seu mercado e na mente de sua audiência.


Para encerrar, Oliveira reafirma em tom de preocupação que, enquanto 99% dos profissionais de marketing digital estão "perdidos" quando o assunto é copy, outros 1% estão enriquecendo.


Em breve Oliveira irá lançar oficialmente o seu livro, Agência de Copy: O Manual Para Você Começar Sua Agência do ZERO ou Dobrar o Lucro da Sua Agência  Agência de Copy.


Espera-se que as Agências Digitais, iniciem os movimentos o quanto antes, e aproveitem das técnicas ianques que Oliveira aborda no seu novo livro.



Website: https://natanaeloliveira.com/formacao-bastidores

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos