Releases
23/03/2018 11:41

Advogado Fagali reporta a importância dos treinamentos em compliance


(DINO - 23 mar, 2018) - "As corporações precisam de educação em compliance"- a afirmação é do professor dos cursos de compliance da Faculdade de Negócios e Administração Pública da Universidade Drake (em Iowa, nos Estados Unidos), Doug Bujakowski. Para o site epocanegocios.globo.com, não basta ter princípios e códigos de ética, é necessário capacitar os empregados e promover o desenvolvimento de uma cultura corporativa de compliance. A ideia dos treinamentos, segundo o portal, é a orientação dos empregados quanto às exigências e responsabilidades legais - bem como, quanto às diretrizes corporativas. É capacitá-los "a identificar, prevenir, tratar e comunicar situações de risco ou com indícios de irregularidades". Você concorda com as colocações? Quem traz um case sobre o assunto é o advogado Bruno Fagali, que também é membro da Fagali Advocacia.

Quem tem mostrado serviço no que se refere a ações de comunicação em prol do compliance é a Petrobras. Para contribuir com a disseminação da cultura de controle e conformidade, a organização, por exemplo, tem realizado cursos presenciais, palestras, videoconferências, campanhas, comunicado, publicações - e, até mesmo, disponibiliza conteúdos por meio de uma plataforma de Ensino a Distância (EAD). A ideia, com estes últimos, é reforçar comportamentos positivos, através da exposição de situações do dia a dia empresarial, incluindo possíveis armadilhas e escolhas, reporta Fagali - temas como recebimento e oferecimento de presentes e brindes; o uso de informações privilegiadas; e o pagamento de facilitações estão entre os assuntos abordados pela instituição.

Conforme o epocanegocios.globo.com, "a Petrobras já capacitou mais de 50 mil empregados na holding e cerca de 10 mil empregados de empresas subsidiárias no Brasil e exterior". O portal ainda destacou que uma recente pesquisa interna feita pela companhia brasileira apontou que 97% dos colaboradores já se sentem responsáveis pela prevenção de desvios de conduta, acentua o advogado Fagali.

O uso das plataformas EAD

Bruno Fagali destaca que, de acordo com o 11º Panorama do Treinamento - Realizado pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento, com base em entrevistas com 502 empresas -, as plataformas a distância já são responsáveis por cerca 15% das ações de treinamento corporativo.

O Panorama também cita a melhoria no clima organizacional e a evolução dos processos, da qualidade dos serviços prestados e da segurança interna como outras vantagens do investimento em capacitação de empregados no que diz respeito ao compliance.

Outro dado frisado pelo 11º Panorama do Treinamento está relacionado ao investimento per capta anual das empresas brasileiras nos treinamentos. Segundo o Panorama, as companhias nacionais investem R$ 624 em treinamento, por colaborador, para 22 horas anuais dedicadas ao compliance. O Estados Unidos, por sua vez, já está mais avançado - lá o valor destinado a cada colaborador é de US$ 1229, para 32 horas anuais, pontua e finaliza Fagali.

Website: http://www.fagali.com

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos