Releases
26/11/2018 18:33

Regiões afastadas dos grandes centros sofrem com falta de Pediatras


São Paulo--(DINO - 26 nov, 2018) -
Embora o Brasil em 2018 tenha alcançado o maior marco histórico em número de médicos, a alta densidade não garantiu melhor distribuição desses profissionais no País. Além de estarem concentrados em grandes centros e capitais brasileiras, estão mal distribuídos entre os setores públicos e privados de saúde. Os números impressionam: em 2020, o País terá ultrapassado a marca de meio milhão de médicos.

Os dados fazem parte da quarta edição da pesquisa Demografia Médica no Brasil 2018, feita pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) com apoio do Conselho Federal de Medicina (CFM) e o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). Os resultados deste levantamento foram divulgados no dia 20 de março, em Brasília.

O estudo apontou que, enquanto em todo o Brasil existem 2,18 médicos por mil habitantes, em algumas capitais brasileiras – Vitória, no Espírito Santo, por exemplo – existem 12 médicos por mil habitantes. No outro extremo, no interior das regiões Norte e Nordeste, há menos de um médico por mil habitantes. O Sudeste é a região com maior densidade médica, cerca de 2,81, contra 1,16 no Norte e 1,41 no Nordeste.

O mesmo acontece com determinadas especialidades médicas. A Pediatria no Brasil conta, hoje, com mais de 40 mil profissionais, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Porém, mais de 50% do total de especialistas se concentra nas grandes metrópoles – o que indica a necessidade de novos e bem preparados Pediatras para atuação.

Por isso, médicos terão uma inovadora opção para cursar sua pós-graduação lato sensu em Pediatria e especialidades relacionadas (Nutrologia Pediátrica, Pneumologia Pediátrica, Emergências Pediátricas e Neonatais, entre outras). O FGMED – um Programa Teórico-Prático de Educação Médica Continuada ofertado diretamente pela FG, mantida pela UNIFG (United Faculties Group) – está com inscrições abertas para Pediatria e especialidades correlatas em todo o Brasil.

As aulas são desenvolvidas com sistemas de aprendizagem que instigam do aluno e do professor a troca de conhecimentos e a interdisciplinaridade. Os cursos são voltados a alunos graduados e/ou especialistas com o intuito de atualizar e aprofundar seus conhecimentos acadêmicos em determinadas áreas da Medicina.

Os encontros são semanais, mensais ou bimestrais, sempre aos finais de semana. Com aulas teóricas e práticas simuladas, o curso é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). O corpo docente é formado por médicos especialistas com reconhecimento em suas áreas de atuação e amplo desenvolvimento de pesquisas científicas, além de professores dos mais diversos ramos com títulos de especialistas, mestres e/ou doutores.

O médico Renato Kaufman, coordenador do programa FGMED, destaca que uma pós-graduação em Pediatria e suas especialidades é interessante para o aluno que deseja dedicar a vida profissional ao exercício da especialidade, mas também para quem quer aprimorar seus atendimentos como clínico geral ou especialista em outra área da medicina.

“A pós-graduação em Pediatria do FGMED foi desenvolvida com o objetivo de fornecer o máximo possível de informações para uma prática clínica de excelência. Ademais, as aulas práticas e teóricas ampliam e atualizam os conhecimentos do médico recém-graduado até o mais experiente profissional. Sem falar na remuneração que aumenta à medida em que o médico se qualifica”, explica o coordenador.

As matrículas estão abertas para todas as regiões do Brasil. Mais informações sobre a grade curricular e sobre o período de inscrições podem ser conferidas no site www.fgmed.org ou por meio do telefone 0800 111 1111.



Website: http://www.fgmed.org

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos