Releases
30/10/2017 16:51

Segundo informações, número de reclamações dos serviços de telecomunicações caíram em julho


São Paulo - SP--(DINO - 30 out, 2017) - Algumas das reclamações mais comuns por parte dos consumidores são em relação aos serviços de telecomunicações. Porém, no mês de julho, tais reclamações tiveram uma queda bastante considerável.De acordo com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), houve 281,1 mil queixas no mês, o que representa uma redução de 11,1% se comparado ao mês de julho de 2016. O único serviço que teve um aumento nas reclamações foi o de TV por assinatura, que aumentou 5,8% e chegou ao total de 41 mil.Número de reclamações por serviçoO setor de telefonia móvel foi o que mais recebeu reclamações, como já é de praxe, com um total de 133,5 mil, 16,8% a menos do que o mesmo mês de 2016.Quanto à telefonia fixa, foram 60,6 mil reclamações, com redução de 12,8%, ao passo que as reclamações quanto à banda larga diminuíram 3,9% e atingiram a marca de 43,9 mil.Os motivos das constatações e queixas variam, mas o mais comum deles foi em relação ao valor cobrado. Tais reclamações foram as líderes na telefonia móvel pós paga, televisão por assinatura e telefonia fixa, representando um total de 51,37%, 50,01% e 39,79%, respectivamente.Na banda larga fixa, o motivo que mais levou os clientes a reclamarem foi a qualidade da internet oferecida, com 45,73%. No que tange à telefonia móvel pré-paga, 48,12% das reclamações foram baseadas no consumo de créditos.Na vice-liderança das reclamações, aparecem as cobranças de internet banda larga fixa (21,85%) e pela qualidade dos serviços prestados de telefonia fixa (20,45%) e de televisão por assinatura (11,01%).Ofertas, promoções e bônus também foram assuntos constantes nas reclamações, principalmente de telefonia móvel pré-paga e pós-paga, com 15,49% e 10,07%, respectivamente.Número de reclamações por empresasAinda que o número de reclamações ainda esteja relativamente alto, todas as prestadoras de telefonia móvel tiveram uma queda no total de reclamações recebidas, o que é um excelente sinal.A empresa que mais recebeu reclamações foi a Tim, com um total de 45,3 mil e redução de 13,7% em comparação ao mês de 2016. A Vivo recebeu 32,6 mil queixas (queda de 17,3%), ao passo que a Claro recebeu 29,4 mil reclamações (-10%) e a Oi teve 16,8 mil reclamações (-21,4%).A menos reclamada entre as operadoras de telefonia móvel foi a Nextel, com apenas 8,9 mil reclamações e uma redução drástica de 37,9%.As operadoras de telefonia fixa também receberam menos reclamações: foram 32,1 mil da Oi (-18,3%), 18,5 mil da Vivo (-8,5%) e 8,2 mil da Claro/NET (-1,3%).Na banda larga fixa, a Oi e a Vivo também receberam menos reclamações: o total foi de, respectivamente, 18,8 mil (-6,6%) e 12,4 mil (-6,2%). A NET, em contrapartida, recebeu 7,5 mil reclamações, o que resultou em um aumento de 22,3% em relação a julho de 2016.Nem sempre fazer reclamações com a prestadora de serviços resolve o problema. Nesses casos, o melhor a se fazer é recorrer a um site de reclamações, como o Defesa Num Click, onde também podem ser feitas reclamações trabalhistas, por meio de advogados especializados em todos os tipos de processo trabalhista.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos