Releases
13/07/2017 10:09

Segundo informações, produção industrial do Amazonas apresenta crescimento em março


São Paulo - SP--(DINO - 13 jul, 2017) - De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial do Amazonas apresentou um crescimento de 5,7% em março de 2017. No total, a pesquisa da entidade abrangeu 14 estados brasileiros, e o Amazonas foi o que apresentou o maior avanço. Em seguida, os números positivos também foram registrados na Bahia (2,0%), Rio de Janeiro (0,7%), Goiás (0,5%) e Região Nordeste (0,1%). Por outro lado, o IBGE aponta que os piores resultados foram apresentados em Santa Catarina ( -4,0%), Ceará (-3,1%), Paraná (-2,9%), Minas Gerais (-2,8%), Pará (-2,7%), Rio Grande do Sul (-1,2%) e Espírito Santo (-0,7%).Vale ressaltar que, já considerando também o mês de abril, a indústria do Amazonas apresentou crescimento de 2,6% quando comparada aos quatro primeiros meses do ano passado. De acordo com especialistas, dessa maneira, o setor reverteu uma queda apresentada nos últimos quatro meses de 2016. Entre os resultados mais relevantes, é possível destacar os segmentos de máquinas e equipamentos (107,3%), além de produtos de informática, eletrônicos e ópticos (30%), e também máquinas, aparelho e materiais elétricos (34,2%). Produção industrial no Brasil Os resultados referentes ao mês de março acompanham resultados positivos que foram registrados no País em janeiro. De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial do primeiro mês de 2017 subiu 1,4% em relação ao mesmo mês de 2016.Dessa forma, o estudo indicou que, após 34 meses consecutivos, finalmente os resultados negativos foram mudados. E vale ressaltar que o aumento registrado no mês só não passou o de janeiro de 2013, ano em que a indústria apresentou crescimento de 6,5% no total.Um ponto importante que pode justificar parte do crescimento de janeiro de 2017 consiste no efeito calendário, visto que o mês apresentou mais dois dias úteis do que o do ano passado.Os leigos podem até não conseguir mediar o impacto desses dois dias, mas o IBGE afirma: se o benefício desses dias úteis fosse eliminado da conta, o resultado da produção industrial teria sido 1% menor, ou seja, um crescimento de apenas 0,4% em relação a janeiro de 2016.E de acordo com todas essas estatísticas, estudiosos até mesmo conseguem avistar algum tipo de melhora no setor industrial como um todo. Porém, entre os principais desafios, é possível citar que o mercado de trabalho enfrenta sérias dificuldades. Vale também citar o ciclo de corte na taxa básica de juros e também o arrefecimento na inflação.Nesse contexto, empresários do setor industrial devem estar atentos em aspectos que podem influenciar em suas produções. Os investimentos realizados com equipamentos e mão de obra, por exemplo, devem ser baseados em excelentes pesquisas de mercado.A TOP Componentes é uma companhia que oferece os mais diversos equipamentos utilizados no ramo, como acoplamentos, atuadores elétricos e também buchas e esteiras transportadoras.No geral, alguns tipos de acoplamentos são muito úteis quando se deseja transmitir força e ao mesmo tempo evitar o atrito entre peças, que podem se desgastar e levar a quebras.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos