Releases
27/09/2017 19:08

Menstruação atrasada e prevenção de gravidez são as principais dúvidas das mulheres na internet


São Paulo, SP--(DINO - 27 set, 2017) - Desde criança, as mães preparam as meninas para esta fase corporal da mulher. Normalmente, há todo um estudo para poder explicar corretamente para a jovem menina, sem assustar, o que significa o ciclo menstrual.

Esse período de explicações é bastante complicado para a família das meninas, porém fundamental. A menstruação faz parte da vida e a falta dela muitas vezes pode assustar. Entender e compreender o mecanismo corporal é essencial, para que todas as mulheres possam cuidar e preservar o seu corpo.

O que é a menstruação?

A menstruação configura-se pela descamação da parede interna do útero, o endométrio (membrana uterina) se desprende, devido aos estímulos hormonais, quando não ocorre a fecundação do óvulo.

O fluxo menstrual é formado por sangue e pelo tecido interno uterino.

O período reprodutivo da mulher possui quatro fases:

- Menstruação: perda do sangue;
- Pré-ovulação: período em que o óvulo se prepara para sair do ovário;
- Ovulação: um processo que ocorre no 13º dia após a menstruação e propicia a fecundação;
- Pós ovulação: quando o óvulo não é fecundado, iniciando uma nova fase menstrual.

O ciclo menstrual pode apresentar alguns incômodos como a tensão pré-menstrual e cólicas.

Tensão Pré-menstrual, o que é?

A famosa e detestada TPM, refere-se a sinais que o corpo expõe antes do ciclo menstrual, sendo que geralmente se apresenta devido aos hormônios femininos.

A tensão pré-menstrual pode assustar muitas mulheres, devido aos sintomas, que muitas vezes podem atrapalhar a vida diária. As mulheres, durante este período podem apresentar:

- irritabilidade;
- sono exagerado ou a falta dele;
- dores de cabeça;
- depressão;
- agressividade;
- dores na mama.

Geralmente a TPM é considerada com normalidade, pois nesse período está ocorrendo mudanças hormonais significativas no organismo. Porém se este for um período que está afetando negativamente a vida rotineira, deve-se procurar um especialista no assunto.

Cólicas Menstruais

As cólicas menstruais compreendem a uma pequena dor, que representa o início do período menstrual. Elas podem ser:

- Primárias: cólicas durante o período da menstruação;
- Secundárias: quando algo está erra do no sistema reprodutivo feminino.

A dor da menstruação intensa chama-se dismenorreia e pode causar tonturas, náuseas, vômitos e diarreia.

É preciso observar o ciclo menstrual, para que você conheça seu organismo e possa perceber se algo está errado.

O uso dos anticoncepcionais

Ficar menstruada é sinal de que você não está gravida, porém nem sempre é fácil prevenir uma gravidez. Às vezes o medo de tomar os comprimidos de anticoncepcional, levam as mulheres a utilizar outros tipos de prevenção, que podem não ser muito eficientes.

Os anticoncepcionais fazem parte da sociedade a bem pouco tempo. Foi no ano de 1957, que está pílula foi lançada nos Estados Unidos, com a finalidade de tratar distúrbios do ciclo menstrual.

Um dos efeitos colaterais que foram apresentados pela medicação era a infertilidade, sendo assim, muitas mulheres começaram a utilizá-la com este propósito e nos anos 60 a indústria farmacêutica começou a aperfeiçoá-la, de forma que atendesse o desejo feminino de não engravidar.

A pílula anticoncepcional, foi alvo de muita polemica, sendo que foi a impulsionadora da liberdade sexual feminina, influenciando a independência das mulheres.

Com o tempo, foi sendo provado que este método contraceptivo era o mais indicado, pois as portagens de chances de sucesso eram muito altas, proporcionando segurança aos casais que optavam por não possuírem filhos.

Na atualidade, é o método mais utilizado para prevenir uma gravidez indesejada.

As vantagens deste método contraceptivo são:

- liberação sexual;
- controle dos dias da menstruação;
- redução do ciclo menstrual;
- diminuição das cólicas menstruais;
- melhora da pele.

Apesar da grande porcentagem da eficácia da pílula anticoncepcional, existem certas desvantagens apresentadas pela área cientifica. Tais como:

- casos de trombose;
- doenças hepáticas;
- riscos de hipertensão arterial;
- gastrite;
- aumento das varizes;
- diminuição da libido;
- casos de câncer de mama.

Outros meios contraceptivos podem ser utilizados, caso o seu histórico corporal apresente que a pílula anticoncepcional pode causar algum perigo.

Formas diversas de contracepção

Existem outras formas de prevenção da gravidez, que não são consideradas tão eficazes, porém são utilizadas por uma parcela da população.

Métodos contraceptivos:

- Diu: dispositivo inserido no útero feminino, prevenindo a gravidez durante uns 5 ou 10 anos, conforme orientação médica;

- Tabelinha: método que utiliza os dias do mês que representam o período fértil. Neste método, a mulher procura não ter relações, pois há dias certos em que o corpo está ovulando;

- Camisinha: hoje em dia existe a camisinha feminina, pouco utilizada. Sendo que os homens são aqueles que utilizam mais vezes este método contraceptivo, indicado também na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis;

- Diafragma: compreende a um anel, implantado no aparelho reprodutor feminino, impedindo a entrada dos espermatozoides no útero;

- Coito interrompido: a ejaculação, durante o ato sexual, é realizada fora da vagina. Este método é um dos menos eficazes, sendo que o sêmen pode ser expelido antes da ejaculação;

- Ligadura: normalmente é um método utilizado após a mulher decidir não ter mais filhos, pois configura-se em uma cirurgia irreversível, que tem a finalidade de ligar as trompas de falópio.

- Vasectomia: é uma cirurgia masculina, que fecha a saída do canal por onde os espermatozoides saem.

Conhecer o seu corpo é a melhor maneira de lidar com o período feminino, que mais dúvidas apresenta, o período da menstruação. Assim como poder prevenir uma gravidez, é uma escolha pessoal.

O importante é você estar consciente que a necessidade da procura por um profissional, que vá orientar, de forma correta, os cuidados com o seu aparelho reprodutor, é indispensável.

A menstruação faz parte da vida de todas as mulheres, sendo que a única diferença é os cuidados que cada uma possui com esta etapa corporal tão marcante. Cuido do seu corpo. Assim você estará cuidando de sua saúde.

Website: https://mundomulheres.com/sobre/menstruacao/

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos