Releases
13/03/2018 20:14

Franquia de soluções financeiras atrai empresários pela boa rentabilidade e apoio operacional


SAO PAULO--(DINO - 13 mar, 2018) - Profissionais experientes, com em média com 40 anos, e formação em finanças, direito, administração de empresas ou com vivência no comércio, formam o principal contingente de empreendedores que optam por abrir seus negócios por meio de uma franquia de soluções financeiras.

O mercado é promissor. Segundo dados da Associação Brasileira de Factoring (ANFAC), o setor de fomento comercial, que opera com adiantamento de recebíveis e Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC), atendeu, em 2017, a pelo menos 200 mil empreendimentos de diversos portes e setores: indústria, atacado, varejo e serviços.

Apenas a Federal Invest (www.federalinvest.com.br), franqueadora de soluções financeiras com mais de duas décadas de atuação, atendeu, em 2017, por meio de seus 150 franqueados espalhados pelo Brasil, a mais de 22 mil clientes, com uma movimentação de R$ 2 bilhões. Para 2018, a meta é chegar a 200 franquias e um movimento 20% maior, chegando a R$ 2,4 bilhões.

"Além do tradicional adiantamento de recebíveis, instrumento crucial de fomento para as empresas, nosso portfólio de produtos vai além, oferecendo aos nossos franqueados outras possibilidades de negócios ", explica o presidente da Federal Invest, Renato Junqueira.

Experientes, os empreendedores buscam negócios com boa rentabilidade e facilidade operacional. Optam por abrir seus negócios por meio da Federal Invest respaldados por sua solidez e por conta do apoio que a franqueadora oferece: assessoria para implantação e legal, comunicação, tecnologia e treinamento.

As peculiaridades da franquia também atraem os investidores: a implantação é rápida (em média em 30 dias), a equipe é reduzida, (a partir de um colaborador) e o faturamento é expressivo (pode chegar a 5% líquido).

As franquias da Federal Invest oferecem antecipação de recebíveis (cheques, duplicatas e cartões de crédito e débito), gestão de contas a pagar e receber (Trustee), Crédito Imobiliário e Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC).

O investimento inicial é de R$ 630 mil, com capital de giro de R$ 500 mil, retorno de investimento de oito a doze meses e faturamento líquido entre 3% a 5%.




Website: http://www.federalinvest.com.br

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos