Releases
06/12/2017 10:39

Conheça a solução para os profissionais recém-formados no mercado da saúde


Belo Horizonte, MG--(DINO - 06 dez, 2017) - Sair de uma graduação na área da saúde e exercer a profissão escolhida não é uma tarefa fácil. Para se tornar um profissional qualificado e que transmita confiança aos pacientes são necessárias diversas especializações e formações extras. Além disso, nem sempre é fácil encontrar um bom emprego em uma clínica ou hospital. Para quem escolhe o caminho de atender em consultórios a missão é ainda mais difícil, já que a maioria dos profissionais não possuem, logo no início, um poder de investimento que lhes permitam arcar com os altos custos de manter um local e comprar novos equipamentos.

Para essas pessoas, a opção mais viável no começo de suas carreiras é trabalhar em um local que já tenha toda uma estrutura montada e pronta para atendimento, o que é possível graças a sublocação de consultórios. Essa prática consiste em, de certa forma, pegar "emprestado" o local de trabalho de outro profissional nos momentos em que ele está com a agenda livre. Com isso, os dois saem beneficiados, um por encontrar um local com preço acessível para realizar atendimentos; e o outro por ter uma ajuda de custo para manter seu consultório.

Atuar em um lugar que já tem um bom fluxo de pacientes e que conta com um profissional experiente, pode contribuir para a evolução desse novo agente da saúde. Além de ouvir conselhos e orientações sobre como agir dentro da profissão, o sublocatário poderá adquirir noções sobre a gestão de um negócio, o que inclui saber lidar com as finanças do local e com funcionários. Por outro lado, o locador também colherá bons frutos dessa situação, já que o compartilhamento de consultório pode funcionar com uma troca de experiências entre diferentes gerações.

Outro benefício que a sublocação de consultórios traz para quem está iniciando a jornada profissional é poupá-lo de determinadas funções. Além de ter acesso aos equipamentos que necessita, ele não terá - ainda - que se preocupar com questões referentes a salários de empregados, faturamento do consultório etc. Afinal, como não se trata de uma sociedade, ele agirá como uma espécie de cliente e não será responsável por questões mais amplas.

Um problema que pode desencorajar muitos profissionais a aderirem a essa prática é a dificuldade em achar alguém que esteja disposto a compartilhar o consultório por alguns momentos. Nem todos que estão iniciando possuem uma boa rede de contatos, por isso uma solução viável é buscar ajuda na internet. O CliniQ , por exemplo, é uma ferramenta online que realiza a intermediação entre os profissionais interessados na sublocação.

O site auxilia durante o processo de sublocação e permite que os profissionais possam usar filtros específicos para escolher as características do consultório ideal. Além disso, por meio dessa plataforma, é possível escolher o tipo de acordo que seja mais atraente para as duas partes envolvidas no negócio. O sublocatário pode simplesmente pagar um valor mensal ou de acordo com os horários pré-estabelecidos, ou ainda escolher outra forma mais benéfica para ambos. O importante é que o acordo seja claro, objetivo e que contribua para o sucesso dos dois.

Website: http://www.cliniq.com.br

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos