Releases
26/11/2018 18:32

Tecnologia de conteúdo simplifica a operação de trade marketing no comércio eletrônico


(DINO - 26 nov, 2018) - Na intensa competitividade do comércio eletrônico brasileiro, as indústrias precisam aderir a técnicas inovadoras para aumentar suas chances de efetivar uma venda no ambiente online. Quanto maior o empenho do fabricante ou varejista em produzir o melhor conteúdo dos produtos, maior a chance de esclarecer quaisquer dúvidas do consumidor e transformá-lo em um cliente fiel. Para isso, a tecnologia é fundamental. De acordo com a pesquisa E-commerce Radar, realizada pela Neoatlas, no primeiro semestre de 2018, 82% dos carrinhos foram abandonados nos e-commerce brasileiros. Seguido de preço e prazo de entrega, a informação sobre o produto é considerada o terceiro fator mais importante para decisão da compra online.Um dos principais desafios é justamente gerenciar todas as informações que podem ser utilizadas nas suas páginas das lojas virtuais. Desde conteúdos básicos como Títulos, Códigos, Descritivos, Atributos, Especificações Técnicas e Fotografias, até os formatos de Conteúdo Avançados, como Vídeos, Guias e Manuais, além de Conteúdos Especiais ou e-content.Há alguns anos, as grandes marcas vêm tentando driblar o desafio do ciclo do conteúdo, que passa por criá-lo, organizá-lo de forma consistente e, finalmente, distribuí-lo para o mercado. Porém, ainda não existia uma solução destinada à indústria que realizasse todo esse ciclo com uma única ferramenta. Essa lacuna foi preenchida pelo Tradesquash, tecnologia desenvolvida pela ISEE, empresa pioneira e especialista em conteúdo de produto para e-commerce no mercado brasileiro."Iniciamos nossa jornada para atuar, lado a lado da indústria, no desenvolvimento desta frente de conteúdo e, desde o início, identificamos a necessidade de uma tecnologia que fosse o meio principal para a gestão de tantas informações e ativos digitais. E, logo que tivemos a ideia, fomos apoiados por grandes marcas", explica Flávio Salomão, CEO da ISEE.O objetivo é ajudar a indústria a construir páginas de produto perfeitas no e-commerce. Porém, quando se tratam de fabricantes, o desafio vai muito além de produzir conteúdo. É preciso fazer com que ele seja utilizado pelos diversos clientes ou e-commerces onde seus produtos são vendidos.A aplicação do Tradesquash é bem simples: ele coleta, em diferentes fontes, todas as informações master (e mais relevantes) de cada produto do fabricante. A partir daí, a ferramenta permite o enriquecimento e normalização do conteúdo, além do upload de qualquer tipo de ativo digital. Uma vez criados os produtos, a indústria passa a ter um catálogo online de todo seu portfólio para acesso dos parceiros e clientes cadastrados. Por último, existem diferentes formas do usuário consumir o conteúdo, inclusive um leque de possibilidades de integrações, via API, com os e-commerces.Funcionando no modelo de SaaS (Software as a Service), a conta é liberada imediatamente após a contratação e o cliente passa a receber o suporte da equipe de client success para acompanhá-lo na jornada de uso da tecnologia."Ao longo dos últimos anos, aperfeiçoamos muitos conceitos de tecnologias de gestão de master data, informações e arquivos de produtos, mas o que nos tirava da cama a cada dia era querer construir algo que descomplicasse a rotina das equipes de e-commerce, diferente do que os outros conceitos de sistemas ofereciam", explica o CEO da ISSE.Empresas de diferentes segmentos, como Samsung, Philips, Reckit Benckiser, Electrolux, Johnson & Johnson entre outros, no Brasil e América Latina, usam o Tradesquash há mais de cinco anos.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos