Releases
04/05/2018 14:01

Viridi apresenta conceitos de "Prédio Doente" e "Prédio Eficiente" na 15ª edição do Congresso Infra


São Paulo, SP--(DINO - 04 mai, 2018) - Em tempos de Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas, como ter a certeza se a tecnologia usada nos sistemas de automação das edificações está realmente captando todo o potencial destas inovações em prol dos usuários destes locais, do meio ambiente e da sociedade como um todo?

Com base neste questionamento, o engenheiro Igor Nakamura, Diretor da Viridi Technologies, será um dos destaques da programação do 15º Congresso INFRA São Paulo. O evento acontecerá entre os dias 8 e 10 de maio e reunirá, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, aproximadamente mil profissionais gestores de infraestrutura e serviços de instalações prediais e de empresas de médio e grande porte de vários segmentos. Nakamura realizará a palestra "Seu edifício é eficiente?" no dia 10 de maio, quarta-feira às 9 horas.

Na ocasião ele abordará o conceito de Edifício Doente com base num estudo do Inmetro feito junto a 78 estabelecimentos de uso privado e coletivo, entre supermercados, cinemas e shoppings, climatizados artificialmente. O trabalho mostrou que 42% desses locais apresentam contaminação por poluentes químicos, como elevada concentração de CO2. Além disso, 56,4% dos edifícios apresentaram problemas de baixa temperatura e umidade.

O executivo comenta que para a conquista do conceito de Edifício Eficiente é necessário pensar em três etapas importantes e que muitas vezes não são objetivos claros, como: eficiência energética, operacional e cognitiva.

Ele afirma que para muitos gestores os únicos fatores que podem promover uma certa eficiência seria a adoção de fatores como automação predial de última geração, lâmpadas LED em todo prédio, reuso de água das chuvas, coleta seletiva de 100% dos resíduos e utilização de sensores de presença.

Nakamura afirma, no entanto, que tudo isso é uma grande iniciativa, porém trataria somente das camadas mais superficiais da eficiência. "Esta equação Edifício Eficiente = Eficiência (Energética + Operacional + Cognitivia) é capaz de fazer com que os clientes trabalhem felizes, aumentando o IFT da empresa, possibilitando ainda o planejamento de ações e trabalho com segurança. Neste estágio podemos dizer que sim, o edifício é eficiente", afirma.

Igor Nakamura tem mais de 17 anos de experiência no mercado de facilities e automação predial. Ele é formado em Engenharia Elétrica, pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Administração de Empresas para Engenheiros pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e em RAC - Refrigeração e Ar Condicionado pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI).

Sobre a Viridi Technologies

Empresa do Grupo A5 Solutions, a Viridi Technologies oferece um portfólio completo de soluções de eficiência energética. Sua linha de produtos inclui sistemas de monitoramento de energia, automação predial, central de água, projetos de iluminação inteligente, comunicação unificada, segurança eletrônica, detecção de incêndio, além de peças e equipamentos de reposição para automação predial.

As soluções são focadas na redução do consumo de energia e custos operacionais, valorização do empreendimento, medição e acompanhamento da eficiência, definição estratégias de sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Desenhadas para shopping centers, data e call centers, edifícios comerciais, universidades, hospitais e laboratórios farmacêuticos, as soluções Viridi Technologies estão instaladas em diversos clientes como Multiplan, Sesc, Uninove, John Deere, Telefônica, Algar, OAB, TIM, Meliá Holes e Resorts, Instituo do Câncer do Estado de São Paulo, entre outros. Para saber mais sobre nós, acesse: http://www.viriditechnologies.com.br/#viridi


Website: http://www.viriditechnologies.com.br/#viridi

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: