Agronegócios
12/08/2019 17:05

Grãos/EUA: USDA eleva estimativa para produção de milho e reduz previsão para soja


Chicago, 12/08/2019 - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) elevou nesta segunda-feira sua estimativa para a produção de milho no país e reduziu sua projeção para a safra de soja.

Em seu relatório mensal de oferta e demanda, publicado mais cedo, o USDA estimou a produção de milho em 13,901 bilhões de bushels (353,09 milhões de toneladas), de 13,875 bilhões (352,43 milhões de toneladas) no relatório de julho. Analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam uma redução, para 13,164 bilhões de bushels (334,37 milhões de toneladas). Além disso, o USDA elevou sua projeção de rendimento de 166 para 169,5 bushels por acre (10,42 para 10,64 toneladas por hectare), enquanto os analistas previam uma redução para 165,3 bushels por acre (10,38 toneladas por hectare).

O governo dos EUA estimou a área semeada com milho no país em 90 milhões de acres (36,42 milhões de hectares). A estimativa anterior, divulgada em junho, de 91,7 milhões de hectares (37,11 milhões de hectares), tinha vindo acima da área ano passado e foi considerada excessivamente otimista, tendo em vista as chuvas e alagamentos que atrapalharam o plantio. Por isso, analistas esperavam uma redução maior.

Quanto aos estoques de milho ao fim de 2019/20, o USDA elevou sua previsão de 2,010 bilhões para 2,181 bilhões de bushels (51,05 milhões para 55,40 milhões de toneladas), enquanto o mercado esperava uma redução para 1,603 bilhão de bushels (40,72 milhões de toneladas).

A estimativa de produção de soja foi reduzida de 3,845 bilhões para 3,680 bilhões de bushels (104,65 milhões para 100,16 milhões de toneladas). Os analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam um corte menor, para 3,783 bilhões de bushels (102,97 milhões de toneladas). A previsão de rendimento foi mantida em 48,5 bushels por acre (3,26 toneladas por hectare), ante estimativa do mercado de 47,5 bushels por acre (3,19 toneladas por hectare). Já a estimativa de área plantada foi cortada de 80 milhões para 76,7 milhões de acres (32,37 milhões para 31,04 milhões de hectares).

Já a projeção de estoques de soja ao fim de 2019/20 foi reduzida de 795 milhões para 755 milhões de bushels (21,64 milhões para 20,55 milhões de toneladas), enquanto os analistas esperavam um aumento para 818 milhões de bushels (22,26 milhões de toneladas).

Em relação ao trigo, o USDA elevou sua estimativa de produção total de 1,921 bilhão para 1,980 bilhão de bushels (52,29 milhões para 53,89 milhões de toneladas). A previsão do mercado era de 1,926 bilhão de bushels (52,42 milhões de toneladas). A estimativa de estoques finais em 2019/20 foi levemente elevada, de 1 bilhão para 1,014 bilhão de bushels (27,22 milhões para 27,60 milhões de toneladas). Os analistas previam um corte para 991 milhões de bushels (26,97 milhões de toneladas).

A projeção para reservas globais de milho ao fim de 2019/20 foi aumentada de 298,9 milhões para 307,7 milhões de toneladas. O mercado previa um corte, para 290,9 milhões de toneladas. A previsão para estoques mundiais de soja foi reduzida de 104,5 milhões para 101,7 milhões de toneladas, enquanto os analistas esperavam uma elevação para 106,2 milhões de toneladas. Já os estoques de trigo tiveram redução, de 286,5 milhões para 285,4 milhões de toneladas, ante expectativa do mercado de 284,7 milhões de toneladas. Fonte: Dow Jones Newswires.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos