Economia & Mercados
08/01/2021 14:20

Após blecaute no MA, Aneel cobra esclarecimentos e ações da EDP para evitar novos acidentes


Por Marlla Sabino

Brasília, 08/01/2021 - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) cobrou esclarecimentos à EDP, dona da empresa Transmissão Maranhão I, sobre a queda de um cabo da rede de transmissão em construção que causou um blecaute no Maranhão. A falha deixou moradores de vários bairros da capital São Luís e região metropolitana sem energia elétrica na manhã desta sexta-feira, 8.

Segundo a empresa, o desligamento foi causado pelo desprendimento de um cabo durante a obra de construção do novo empreendimento, que cruza a estrutura já em operação da Eletronorte. O equipamento atingiu quatro linhas, o que desligou a carga da Equatorial Energia, distribuidora que atende o Estado. O fornecimento de energia foi interrompido por volta das 8h25 desta manhã e normalizado por volta das 12h33.

Em nota, a agência ressaltou que o blecaute "não tem qualquer motivo estrutural, tratando-se de um acidente de uma obra que tem, justamente, o objetivo de melhorar o atendimento em São Luís."

Segundo a Aneel, a equipe de fiscalização da agência já havia alertado a EDP e o Operador Nacional do Sistema (ONS) em dezembro sobre os riscos associados ao cruzamento de linhas de transmissão, ainda que fosse necessária. "A ANEEL já vem também debatendo com o ONS e empresas medidas para minimizar riscos ao sistema quando o cruzamento de linhas se mostra necessário".

No ofício encaminhado hoje à EDP, a agência cobrou também ações mitigatórias para evitar que novos acidentes como o que causou o blecaute aconteçam. O órgão regulador informou também que uma equipe fará uma fiscalização específica para apurar a falha desta sexta-feira.

Contato: marlla.sabino@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: